Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Santos Dumont Alguns traços biográficos

Foto: http://www.cabangu.com.br/pai_da_aviacao/

(swissinfo.ch)

Descendente de família francesa que emigrou para o Brasil no início do século XIX, Santos Dumont (1873 - 1932), é considerado o pai da aviação porque ele “lançou as bases científicas da navegação aérea”.

Ele nasceu em 20 de julho de 1873, em Palmira, MG, que foi rebatizada de Santos Dumont, em sua homenagem.

Em 1892 foi estudar em Paris, onde se interessou logo pelo balonismo, realizando o primeiro vôo de balão em 1898. Neste ano e em 1990 participa de várias competições de balonismo (inclusive com balão dirigível) e de automobilismo.

Proeza

Na virada do século, o hábil Alberto torna-se especialista mecânica de automóveis e motores à explosão, enquanto continua pesquisas sobre a aviação.

Em outubro de 1901 efetua o trajeto Paris – Nice em 54 horas, com um Panhard-Levassor de 6 cavalos. Uma proeza na época.

No mesmo ano é recompensado em uma das primeiras corridas de velocidade: com o mini-dirigível Brasil N° 6 ganha o prêmio Deutsche de la Meurthe, no valor de 100 mil francos-ouro. Prova, então, ser possível dirigir um engenho mais leve que o ar.

Constrói em seguida vários outros para diferentes finalidades, no intuito de mostrar a utilidade prática do invento.

O famoso Demoiselle

Em 1903 foi ao Brasil, sendo recebido como herói.

Projetou em seguido um avião e helicóptero, mas não os concretizou, continuando pesquisas sobre os dirigíveis.

Em outubro de 1906, em plena polêmica sobre os supostos feitos dos irmãos Wrigth, Santos Dumont conseguiu voar 60 m com um aparelho mais pesado que o ar, recebendo um prêmio pela façanha.

No mês seguinte, nova recompensa quando atinge altura de 6 metros e distância de 220 m.

Em 1907, voou várias vezes no seu famoso “Demoiselle” que considerava um meio seguro de viajar.

Problemas de saúde

A partir de então voar já não era uma façanha, com outros inventores conseguindo desempenhos significativos. E a propósito, o modelo dos irmãos Wright (canard biplano) é considerado um avanço importante.

Em 25 de julho de 1909, novo marco na história da aviação: o aviador e construtor francês, Louis Blériot, atravessa pela primeira vez o Canal da Mancha (de Calais a Dover) e afirma que apenas “imitou” Santos Dumont.

No ano seguinte, o pioneiro declara-se cansado, acha que já realizara todos seus sonhos e que podia se dedicar a propagar a utilidade de seu invento.

A partir de 1920, queixa-se de depressão e do uso do avião para fins bélicos. É quando procura sanatórios, como a clínica Valmont em Montreux, na Suíça.(Veja matéria a este respeito).

swissinfo, JG Barbosa

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.