Navigation

Senado aprova descriminação da maconha

swissinfo.ch

Fumar e plantar para o consumo deixará de ser crime na Suíça. O tráfico contuará a ser reprimido. Cocaína e horoína continuam proibidas. O projeto ainda deve ser votado na Câmara.

Este conteúdo foi publicado em 13. dezembro 2001 - 09:30

Dentro em breve, ninguém mais irá para a cadeia na Suíça por uso de maconha e derivados. O projeto de lei do governo foi aprovado por ampla maioria no Senado (32 votos a 8), tido como conservador. É praticamente certa a aprovação na Câmara.

Similar ao tabaco e ao álcool

Antes de ser enviado ao Congresso, o projeto da nova lei dos entorpecentes passou por uma fase de consultas (como sempre ocorre na Suíça) e não houve grandes oposições.

Cerca de 500 mil pessoas (para uma população total de 7 milhões de habitantes) consomem canábis na Suíça, regular ou ocasionalmente. Um consumo moderado não coloca em risco a saúde, a exemplo do tabaco e das bebidas alcóolicas, consideraram os senadores.

"Creio que chegou a hora de dizer que o consumo de canábis não pode mais ser considerado um delito, pois a repressão não deu o resultado esperado", afirmou a ministra do Interior, Ruth Dreiffus, ao defender o projeto no Senado.

Hora da verdade

"Nenhum país tem uma descriminação tão ampla", declarou o senador Jean Studer (PS/NE), um dos adversários do projeto. Outros opositores afirmaram que a Suíça terá problemas com os países vizinhos.

"Os jovens tem sede de verdade. Se lhes dissermos que o haxixe é tão prejudicial quanto a heroína, eles perderão a confiança em nós", declarou o senador e ex-procurador de Justiça, Dick Marti (PRD/TI), em defesa do projeto.

O consumo e o cultivo em pequenas quantidades será autorizado. O tráfico, a exportação e a importação serão proibidos. O projeto regulamenta também a prescrição médica para o tratamento de viciados em heroína, que já existe sob a forma de decreto.

As drogas duras como heroína e cocaína continuam proibidas. O projeto de lei, que ainda será submetido à Câmara, prevê quatro eixos da política para as drogas: prevenção, terapia, redução de riscos e repressão.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?