Navigation

"Um homem simples e impressionante"

O ministro das Relações Exteriores da Suíça, Didier Burkhalter, expressou sua "profunda tristeza" com a notícia da morte de Shimon Peres, Prêmio Nobel da Paz e ex-presidente de Israel.

Este conteúdo foi publicado em 28. setembro 2016 - 11:40
swissinfo.ch com agências
Shimon Peres (direita) fala com Nicolas Lombard, diretor da Rádio Suíça Internacional (agora swissinfo.ch), durante um fórum organizado em 1982 em Berna swissinfo archive/H. Schlegel

Para o ministro suíço, o israelense era um homem simples e impressionante, além de ter sido um visionário e uma personalidade que marcou sua época

"É com profunda tristeza que soube da morte de Shimon Peres (...) Eu o conheci alguns anos atrás e esse momento ficou gravado na minha memória", disse Didier Burkhalter à agência suíça de notícias ATS.

"Foi em 2013, durante uma visita ao Oriente Médio, e o presidente Peres havia me recebido para um encontro. Em vez dos poucos minutos previstos, tivemos uma longa conversa, fundamentalmente humana, cheia de histórias pessoais", lembra o ministro suíço.

"Descobri um homem simples e impressionante, acima da média e perto das preocupações do seu povo, ao mesmo tempo um visionário e uma personalidade que marcou sua época", disse Burkhalter.

"Ele me falou quantos anos tinha, não para reclamar ou ter orgulho, mas para mostrar o respeito que quem está no poder deve ter diante da passagem do tempo. Para Shimon Peres, o tempo passou, mas não vamos esquecê-lo", acrescentou.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.