Navigation

Cantão suíço quer sediar olimpíadas de inverno

Após o fracasso da candidatura Sion 2006, o cantão do Valais entra novamente na corrida olímpica. O pontapé inicial para realizar os jogos de inverno em 2026, que deve incluir toda a região oeste da Suíça, foi dado na sexta-feira.

Este conteúdo foi publicado em 20. janeiro 2017 - 12:00
swissinfo.ch
Em 1948, logo após a Segunda Guerra Mundial, foi a última vez que a Suíça sediou os Jogos Olímpicos de Inverno. Desde então, todas as candidaturas do país foram recusadas pela população ou pelo Comitê Olímpico Internacional. RDB

No Valais, o sonho olímpico está revivendo de suas cinzas. Uma candidatura com o slogan "Sion 2026. As Olimpíadas no coração da Suíça", que pretende englobar quatro cantões da Suíça ocidental e a cidade de Sion como anfitriã para sediar as Olimpíadas de Inverno de 2026, foi lançada oficialmente sexta-feira.

Uma outra candidatura vinda do leste do país, do cantão dos Grisões, pretende distribuir as competições em várias partes do país, em cantões como Turgóvia, St. Gallen e Schaffhausen.

Um dos responsáveis pela organização do evento, a Swiss Olympic, decidirá em abril qual destas duas opções será apresentada no processo de seleção internacional que termina em junho de 2019.

A candidatura suíça para os Jogos Olímpicos de 2026 inclui quatro cantões da Suíça ocidental zVg

País de esqui por excelência, a Suíça não organiza mais as olimpíadas de inverno desde 1948, quando o evento aconteceu em St. Moritz, no cantão dos Grisões.

A candidatura Sion 2006 foi o último projeto suíço a ter sido aprovado pela população. As outras candidaturas foram todas recusadas pelos suíços, como a de St. Moritz e Davos para os jogos de 2022.

Sion 2026 não terá que passar pela aprovação da população antes da decisão da Swiss Olympic, já que o financiamento da candidatura - cerca de 8 milhões de francos - será dividido entre quatro cantões (Valais, Vaud, Friburgo e Berna) e a cidade de Sion.

Um plebiscito será lançado, sem dúvida, quando será questão de aumentar o financiamento pelas autoridades públicas.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.