Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Sobre nós

SWI swissinfo.ch é a unidade internacional da Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão (SRG SSR). Sua principal função é informar sobre a Suíça de uma forma independente. Trabalhando em dez idiomas, SWI swissinfo.ch atinge potencialmente cerca de 75% da população mundial. 

  1. Quem somos?
  2. Direção e editor
  3. Princípios do Jornalismo - prestação de contas
  4. Correções
  5. Responsabilização externa
  6. Profissionalismo - recrutamento, bem-estar dos colaboradores, diversidade
  7. Dez idiomas, três funções
  8. Suíços do estrangeiro
  9. Parcerias

1.      Who is SWI swissinfo.ch

SWI swissinfo.ch é uma plataforma online de notícias e informações fundada em 1999. Ela é a sucessora da Rádio Suíça Internacional (RSI), que iniciou as transmissões de ondas curtas em 1935 como o serviço de ondas curtas da Rádio Pública Suíça. Durante a II. Guerra Mundial era o único elo com a comunidade de 200 mil suíços vivendo fora do país. Ao longo do conflito e grande parte do século 20, o programa em ondas curtas também ressaltou a neutralidade suíça e as posições democráticas do país.

Como parte do seu mandato de serviço público de mídia, SWI swissinfo.ch produz noticiário independente sobre temas ligados à política, economia, ciência, cultura e sociedade, além de reportagens sobre questões de relevância para suíços que vivem no exterior, interagindo com eles e os ajudando a se engajar no exercício dos direitos políticos como eleitores.  

Nosso conteúdo dá especial atenção ao sistema de democracia direta, política externa, ciência, multinacionais e a chamada "Genebra internacional". A contextualização dos artigos e reportagens abordando esses temas é fundamental para que elas sejam compreendidas pelos leitores de outros países. A análise especializada de importantes eventos internacionais também é responsável por uma parte significativa da cobertura.


Compromisso - Lei de Rádio e Televisão e o Estatuto da SRG SSR

SWI swissinfo.ch cumpre as disposições estabelecidas na Lei Federal de Rádio e TelevisãoLink externo (RTVG, na sigla em alemão) e no Estatuto da SRG SSR. O conteúdo produzido e divulgado nos seus cantais devem refletir a diversidade de opiniões e culturas do país, além de ser independentes de quaisquer interesses políticos ou econômicos.

A SRG SSR não é um órgão público, mas sim está organizada como uma associação composta por quatro seções: estas representam as regiões linguísticas da Suíça e têm mais de 23 mil associados.

Financiamento

A SRG SSR é financiada em grande parte através do imposto de rádio e televisão, pago por todos os lares e empresas na Suíça. O financiamento da SWI swissinfo.ch é garantido através do imposto (50%) e subvenções do governo federal (50%), cuja aplicação é supervisionada pelo Departamento Federal de Comunicações (BaKom).

Mandato internacional

SWI swissinfo.ch swissinfo.ch é um dos quatro canais de notícias mandatados para servir audiências no exterior. Os outros são: tvsvizzera.itLink externo, TV5 MondeLink externo e 3SatLink externo


2.      Direção e editores

Larissa M. Bieler

Diretora-geral e redatora-chefe

larissa.bieler@swissinfo.chLink externo 

Peter Zschaler 

Diretor financeiro

peter.zschaler@swissinfo.chLink externo 

Hubert Zumwald

Diretor de IT

Hubert.zumwald@swissinfo.chLink externo 

Maryline Cerf

Diretora de recursos humanos

maryline.cerf@swissinfo.chLink externo 

Reto Gysi von Wartburg

Redator-chefe adjunto

reto.gysi@swissinfo.chLink externo 

Dale Bechtel

Editor-executivo responsável por desenvolvimento de formatos

dale.bechtel@swissinfo.chLink externo 

Patrick Böhler

Editor-executivo responsável por audiência e inovação

patrick.boehler@swissinfo.chLink externo 

Jo Fahy

Chefe da redação multimídia

jo.fahy@swissinfo.chLink externo 

Veronica De Vore

Chefe da redação em língua inglesa

veronica.devore@swissinfo.chLink externo 

Balz Rigendinger

Chefe da redação suíça

balz.rigendinger@swissinfo.chLink externo 


3.      Princípios do Jornalismo - prestação de contas

Equilíbrio

Todas as opiniões são levadas em conta no processo de seleção de fontes para que o leitor possa formar sua própria opinião. Esse equilíbrio deve ser garantido em todo o conteúdo disponibilizado, não importando o assunto. A exigência legal de objetividade, diversidade de opiniões e transparência exige uma atenção particular dos jornalistas no período que antecede a realização de referendos e plebiscitos.

Transparência

Nós divulgamos as fontes e fornecemos o primeiro e último nome das pessoas de contato, bem como seus interesses particulares, se relevante. Só utilizamos o anonimato se há razões concretas que o justifique. Os jornalistas não utilizar informações fornecidas por fontes, cuja identidade é desconhecida. Interesses particulares dos jornalistas deverão ser revelados no artigo. 

Como regra, a publicação de notícias requer duas fontes mutuamente independentes. Ou a fonte original da informação é citada na reportagem. A credibilidade das fontes e das informações fornecidas devem ser verificáveis em qualquer situação. O jornalista deve se identificar como tal ao se comunicar com fontes potenciais. De acordo com as regras de proteção de dados, uma conversa só pode ser gravada se o interlocutor der seu consentimento prévio.

Adequação

Os jornalistas da SWI swissinfo.ch seguem as "Declarações e Diretrizes sobre os Deveres e Direitos do Jornalista" do Conselho Suíço de Imprensa, que estabelecem responsabilidades quanto à veracidade, transparência, competência, verificação de fatos, adequação, justiça e imparcialidade. Estes valores aplicam-se também às informações difundidas nas redes sociais, seja nas plataformas oficiais da SWI swissinfo.ch ou páginas privadas dos jornalistas na rede ou feeds. 

Igualdade de gênero

Seja em textos, áudio ou vídeos, SWI swissinfo.ch dá especial atenção à representação igualitária de mulheres e homens, em todas as áreas da nossa cobertura editorial.

(Leia aquiLink externo mais sobre a linha editorial e princípios da empresa)


4.      Correções

Os erros encontrados no conteúdo disponibilizado pela SWI swissinfo.ch devem ser corrigidos imediatamente. As correções serão feitas e divulgadas dentro do artigo. Ortografias, erros de digitação ou contextuais detectados serão eliminados, mas nesse caso uma nota explicativa não é necessária. Quando leitores nos escrevem para apontar erros, seja por correio, formulários de comentários ou através dos canais de mídia social, nós devemos reagir de forma rápida, transparente e objetiva.

Os editores podem procurar aconselhamento jurídico ao receber pedidos do público para retirar ou apagar conteúdo publicado no site.

Os contatos podem ser feitos através dos endereços:  english@swissinfo.chLink externo


5.      Responsabilização externa

a.      Conselho Administrativo da SWI swissinfo.ch

O Conselho de Administração da SWI é nomeado pelo Conselho de Administração da SRG SSR. Ele tem o papel de coordenar e emitir recomendações. Juntamente com a Confederação Helvética (governo federal), ele prepara o plano de fins e meios da organização e elabora propostas para a sua adaptação. Também recomenda candidatos para eleição de um novo diretor em conjunto com o diretor-geral da SRG SSR, podendo, também, apresentar propostas de mudança da localização dos estúdios.

O Conselho Administrativo define as diretrizes de serviço e prepara o Relatório Anual de Qualidade e Serviço Público que é encaminhado ao Conselho Diretor da SRG SSR. De acordo as diretrizes e o orçamento estabelecido pelo Conselho Diretor da SRG SSR, o Conselho Administrativo aloca as verbas e elege os membros do Conselho de Relações com o Público.

Membros:

Alice Šáchová-Kleisli (presidente)

Sabine Süsstrunk

Vincent Augusti

b.       Conselho do Público

De acordo com os estatutos da SWI, o Conselho do Público (Publikumsrat, em alemão) assegura o cumprimento das responsabilidades da SWI swissinfo.ch perante ao público. Ele aconselha a direção da empresa e propõe mudanças para melhorar os serviços prestados às audiências. E foca especialmente sobre à qualidade, relevância, diversidade e singularidade do conteúdo oferecido. 

  • Urs Ziswiler (presidente)
    Embaixador
    Língua materna: alemão
  • Diccon Bewes (vice-presidente)
    Escritor
    Língua materna: inglês
  • Marina Karlin
    Editora da revista "Russian Switzerland"
    Editora e jornalista
    Língua materna: russo
  • Chok Woo
    Engenheiro e empresário
    Língua materna: chinês
  • Cinzia Dal Zotto
    Professora na Universidade de Neuchâtel
    Língua materna: italiano

c.       Ombudswoman da SWI

A Ouvidoria faz a mediação entre o público, ou seja, as pessoas ou instituições afetadas pelas reportagens publicadas, e os redatores do conteúdo produzido pela SWI. A ombudswoman lida com reclamações por possíveis violações no conteúdo editorial publicado dos princípios enunciados no Art. 4-6 da Lei Federal Suíça de Rádio e Televisão. Ao examinar as reclamações, procura, como mediadora, encontrar uma solução amigável entre as partes. Qualquer pessoa pode se queixar do conteúdo editorial publicado pela swissinfo.ch. A reclamação deve ser apresentada por escrito. Uma breve exposição de motivos deve indicar de que maneira o conteúdo editorial referido na reclamação é insatisfatório. Em nível administrativo, reporta ao Conselho do Público.

Endereço de contato e informações adicionais: 
(foto) Sylvia Egli von Matt, Ombudswoman
swissinfo-ombudsstelle(at)bluewin.ch


6.      Profissionalismo - recrutamento, bem-estar dos colaboradores, diversidade 

Recrutamento  

Em 2019, as mulheres representavam 43% do quadro de funcionários da SRG SSR, de aproximadamente seis mil. Em nível de chefia, as mulheres ocupavam 30% de todos os postos. Essa era a meta declarada da empresa para ser atingido até 2020. Na SWI, as mulheres representam 40% da junta executiva e cerca de 40% dos chefes de departamentos editoriais. Mais da metade (57%) do pessoal da SRG SSR trabalha em tempo parcial (executivos: 17%). Para aumentar o número de executivos em tempo parcial, a empresa incentiva contratos em tempo parcial em todas as novas contratações.  

Salários 

Desde 2013, a SRG SSR aplica a estratégia de igualdade salarial do governo federal. A partir de 2019, os salários das mulheres eram 2,7% mais baixos que os dos homens. A empresa trabalha com o Sindicato Suíço dos Profissionais da Mídia (SSM, na sigla em alemão) para reduzir ainda mais a diferença. 

Estágios

A SRG SSR oferece anualmente 50 vagas para estagiário como parte de um programa de formação de aprendizes no trabalho com uma duração de 12 a 24 meses. Ao mesmo tempo mantém um programa de curta duração - entre um a seis meses - para formar 200 jovens profissionais. A SRG SSR também participa no financiamento de escolas de jornalismo nas partes de língua alemã e francesa do país (CFJM, AJM) e organiza cursos de jornalismo na Suíça de língua italiana. Assim como a SRG SSR, a SWI swissinfo.ch também oferece cursos de formação e desenvolvimento, enriquecimento profissional e programas de intercâmbio para o desenvolvimento do pessoal e o avanço na carreira.

Bem-estar dos funcionários 

A SRG SSR, incluindo SWI swissinfo.ch, apoia e promove o trabalho móvel, flexível e independente de localização. Os funcionários têm direito a 16 semanas de licença-maternidade ou 2 semanas de licença-paternidade. Em geral, os empregados podem pedir apoio financeiro para o cuidado de crianças. Programas de saúde e esporte são oferecidos no local de trabalho para os funcionários, dos quais alguns foram desenvolvidos com parceiros locais e clubes esportivos.

Diversidade

A SRG SSR criou o Conselho de Diversidade em 2019, no qual a SWI swissinfo.ch tem uma participação ativa. Os membros têm a missão de elaborar uma política abrangente de inclusão, no qual levam em conta fatores como sexo, etnia e idade, usando como referência padrões nacionais ou internacionais.


7.      Dez idiomas, três funções

As línguas nacionais - alemão, francês e italiano - estão agrupadas formando uma única unidade editorial. A função da redação "suíça" é fornecer artigos especializados sobre a política nacional e questões sociais. A equipe de jornalistas da redação de língua inglesa se concentra em artigos que destacam o papel da Suíça no mundo, seja como paraíso fiscal ou país onde estão instaladas as mais importantes multinacionais do mundo da indústria farmacêutica e outras, ou devido ao sistema dual de educação, hoje exportado para todo o mundo. A redação de língua inglesa também produz notícias diárias relacionadas à Suíça. As redações em português, espanhol, russo, árabe, chinês e japonês selecionam artigos produzidos em um idioma suíço ou em inglês e que são relevantes para seus leitores e as contextualizam para que sejam compreendidas em Buenos Aires ou até em Tóquio. Os jornalistas dessas redações também informam sobre as relações entre a Suíça e seus países ou suas regiões linguísticas.  


8.  Suíços do estrangeiro

Os artigos produzidos pela SWI swissinfo.ch devem facilitar o estreitamento dos laços entre os suíços que vivem no exterior e sua terra natal. Historicamente, a SWI swissinfo.ch - antes funcionando como serviço suíço de ondas curtas e depois Rádio Suíça Internacional - sempre trabalhou estreitamente com a Organização dos Suíços do Exterior (OSE). Ambos estão empenhados em prestar um serviço voltado aos suíços do estrangeiro. Além de sua cobertura editorial regular, SWI swissinfo.ch fornece diariamente notícias e informações sob medida para os suíços do estrangeiro através do aplicativo SWI Plus (iOS, Android). Segundo dados oficiais, 760 mil cidadãos suíços viviam no exterior até o final de 2018, dos quais 140 mil estavam inscritos nas listas eleitorais dos consulados e embaixadas suíças.


9.      Parcerias

SWI swissinfo.ch tem parcerias com muitas organizações e associações que se concentram em questões relevantes para além das fronteiras da Suíça. Eventos e debates públicos dão muitas vezes o ensejo para estas parcerias. O envolvimento do SWI swissinfo.ch pode incluir a cobertura de eventos de uma parceria em vários idiomas, bem como com nossa presença no local. Para mais informações, por favor, envie-nos um e-mail.

As parcerias da SWI swissinfo.ch incluem: 

·        Organização dos Suíços do Estrangeiro (OSE)Link externo

·         educationsuisse Link externo

·         True Story Award  (Festival Internacional de Reportagem em Berna)Link externo

·         Suíça TurismoLink externo

·         Centro para Democracia em AarauLink externo 

·         Crypto ValleyLink externo 

·         Museu Nacional em ZuriqueLink externo

·        easyvote Link externo(alemão, francês e italiano)

 

Parceiros internacionais de mídia:

Radio Canada InternationalLink externo

Radio Romania InternationalLink externo

Radio Prague InternationalLink externo

Polskie RadioLink externo

 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.