Navigation

"Trabalhar é óbvio para mim"

Gie Santian com o filho. Gesantian

Nascida no sul da China, Gie Santian (nome alterado) sempre foi uma excelente estudante em seu país. Aos 19 anos, ela veio para a Suíça, onde recebeu seu doutorado na Universidade da Basiléia. Hoje ela trabalha em tempo integral como gerente de risco de um grande banco suíço e é mãe de três filhos.

Este conteúdo foi publicado em 17. agosto 2020 - 10:00

"Nasci em uma família onde ambos os pais trabalham, então é normal que a mãe vá trabalhar", diz ela. Portanto, aos seus olhos não é nada de especial que ela continuasse a trabalhar após o nascimento de seus filhos. "Estou mais feliz e meu trabalho é minha paixão". Eu não preciso gastar dinheiro com minha paixão; eu ganho dinheiro com ela", diz ela.

Gie Santian se considera feliz: "Sou grata à minha empresa por me oferecer seis meses de licença maternidade [a lei suíça prevê apenas 14 semanas] para que eu pudesse aproveitar este tempo para cultivar o vínculo mãe-filho. Após a licença maternidade, voltei ao trabalho e meu filho ficou aos cuidados de uma creche. Pessoalmente, descobri que a vida para meu filho era mais colorida do que se ele tivesse estado sozinho com sua mãe".

Com relação à compatibilidade entre trabalho e família, ela diz: "Para conciliar trabalho e família, é muito importante ter uma boa gestão de tempo e uma disciplina rigorosa".

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.