Cresce o uso de morfina nos hospitais suíços

O aumento no consumo de morfina pode ser explicado em parte pelo aumento no número de receitas médicas para opioides emitidas por institutos psiquiátricos. Keystone

O consumo de morfina em tratamento ambulatorial na Suíça aumentou em 70% em 2017, de acordo com um estudo realizado pela Helsana, a maior seguradora de saúde do país, em colaboração com o Hospital Universitário de Basileia e o Instituto de Medicina Farmacêutica.

Este conteúdo foi publicado em 07. janeiro 2019 - 14:17
swissinfo.ch/ts

O aumento do consumo pode ser parcialmente explicado pelo aumento das prescrições do analgésico em instituições psiquiátricas, informou o jornal Le Matin Dimanche no domingo. A morfina está substituindo cada vez mais a metadona, que é dada aos viciados em drogas como um substituto da heroína, já que a morfina evita certos efeitos colaterais dos pacientes.

Mas esse aumento também fez parte de um aumento geral no consumo de opiáceos legais, que cobrem todos os analgésicos, disse o jornal.

Dados da Interpharma, associação de empresas farmacêuticas suíças, mostram que a venda de opioides aumentou cerca de 50% entre 2010 e 2017, de 1,27 milhão para 1,82 milhão de unidades.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo