Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

FIFA Blatter continua dono da bola

Sepp Blatter foi eleito nesta sexta-feira em Zurique para um quinto mandato como Presidente da FIFA. A recente detenção de sete cartolas da organização suspeitos de corrupção teve pouco impacto sobre a votação.

Sepp Blatter recebe os tapinhas no ombro que consagram o posto de poderoso chefão do futebol mundial.

Sepp Blatter recebe os tapinhas no ombro que consagram o posto de poderoso chefão do futebol mundial.

(Keystone)

Sem surpresa, Sepp Blatter foi reeleito presidente da Fifa, cargo que ocupa há 17 anos.

O suíço quase foi reeleito já no primeiro turno, recebendo 133 votos, quando eram necessários 140 para obter a maioria de dois terços para a eleição no primeiro turno.

Creditado com apenas 73 votos no primeiro turno, o príncipe jordaniano Ali Bin Hussein preferiu retirar sua candidatura. Anunciado como o "candidato da mudança", ele praticamente não conseguiu nenhum apoio alem das federações europeias, todas em coro contra Blatter.

Este 65°congresso foi o mais agitado da história da Fifa, com a prisão, dois dias antes da abertura, de seis membros importantes da entidade pela polícia suíça, incluindo o ex-presidente da CBF, José Maria Marin, a pedido da justiça dos Estados Unidos, que pedem a extradição dos detidos.

Como é a eleição na Fifa

209 federações esportivas são membros da Fifa

Cada uma tem direito a um voto

No primeiro turno, são necessários dois terços dos votos, ou seja, 139.

Se nenhum dos dois candidatos (Joseph Blatter e o príncipe Ali, da Jordânia) obtém dois terços, passa-se para o segundo turno, com maioria simples, ou seja 105 votos.

Votos por continente:

CAF (África): 54

UEFA (Europa): 53

AFC (Ásia): 46

CONCACAF (Américas Central, do Norte e Caraíbas): 35

OFC (Oceania): 11

CONMEBOL (América do Sul): 10

Aqui termina o infobox

swissinfo.ch

×