Média de salários suíços cai 2,5% devido à Covid-19

A indústria hoteleira, o turismo e os eventos, e partes do setor de transporte público verão sua situação piorar. Keystone / Jean-christophe Bott

As pessoas na Suíça perderão CHF1.700 (US$1.843) em seus rendimentos em 2020 e 2021, prevê um instituto de pesquisa.  

Este conteúdo foi publicado em 28. julho 2020 - 00:00
swissinfo.ch/fh

De acordo com o BAK Economics, baseado na Basileia, a pandemia de Covid-19 causará danos consideráveis nos salários dos trabalhadores, dos autônomos e na rentabilidade dos ativos. 

Junto com as perdas reais de empregos, as horas de trabalho em horário reduzido terão um grande impacto sobre os ganhos. Algumas compensações pela redução do horário de trabalho podem compensar parcialmente essas perdas, mas, no final, espera-se que os ganhos caiam 2,5% em 2020, de acordo com os economistas do instituto BAK. 

Alguns setores serão mais afetados do que outros. De acordo com o BAK, os setores hoteleiro, de turismo e de eventos, e partes do setor de transportes públicos verão sua situação piorar. Mas a recessão global também afetará outros setores, como a indústria de exportação e o setor financeiro. 

Nos próximos 12 meses, haverá alguma recuperação. Mas o instituto econômico espera uma estagnação tanto em 2020 quanto em 2021. Comparada a uma situação sem a Covid-19, a perda de rendimentos atingirá CHF15 bilhões em 2020 e 2021, o que corresponde a CHF1.700 por pessoa na Suíça. 

Em vista das perspectivas sombrias para o futuro, os economistas do BAK recomendam medidas contínuas para manter os ganhos, desenvolvendo uma estratégia para evitar uma segunda onda de infecções e tomando medidas adicionais para apoiar a economia. 

Partilhar este artigo