Navigation

Incêndio na Suíça mata seis pessoas, incluindo crianças

Seis pessoas, entre elas crianças, perderam a vida durante a noite em um incêndio em um apartamento na cidade de Solothurn, no noroeste da Suíça, informou a emissora pública suíça RTS. 20 moradores foram hospitalizados.

Este conteúdo foi publicado em 26. novembro 2018 - 08:12
Prédios vizinhos também foram evacuados Keystone

O incêndio começou pouco depois das duas da manhã em um dos andares mais baixos e rapidamente encheu o prédio de fumaça, de acordo com a polícia.

Um morador notou a fumaça na escada dez minutos depois e acionou um alarme.

Dezenas de bombeiros, a polícia cantonal e da cidade, ambulâncias e equipes de atendimento correram para o local.

"Muitas pessoas estavam na janela gritando por socorro", disse Boris Anderegg, comandante da brigada de incêndio de Solothurn.

Na chegada, a prioridade do corpo de bombeiros era evacuar os moradores presos em suas casas e, ao mesmo tempo, combater o incêndio.

Equipes de resgate usaram escadas para evacuar os moradores do prédio de quatro andares. Mas para seis deles, já era tarde demais.

"Foi uma operação muito dramática", disse o chefe da brigada de incêndio da cidade à agência de notícias suíça Keystone-ATS. "Foi muito traumatizante para todos".

Ao amanhecer, o corpo de bombeiros conseguiu controlar o fogo. Moradores de prédios vizinhos que também foram evacuados conseguiram terminar a noite em suas camas.

As vítimas ainda não foram identificadas, segundo a polícia cantonal, que confirmou a morte de crianças entre as vítimas.

A brigada de incêndio correu para o local Keystone


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.