Um terço dos imigrantes deixa a Suíça antes de um ano

Cerca de 38% dos adultos na Suíça têm algum histórico de migração. © Keystone / Walter Bieri

Um amplo estudo sobre os padrões e perspectivas daqueles com antecedentes migratórios na Suíça foi publicado pelo Departamento Federal de Estatística (FSO).

Este conteúdo foi publicado em 18. agosto 2020 - 13:01
swissinfo.ch/dos

"Um Panorama da Sociedade Suíça 2020": Migração-Integração-Participação" (“A Panorama of Swiss Society 2020: Migration-Integration-Participation”), co-autoria de pesquisadores das Universidades de Neuchâtel e Fribourg, foi publicado na terça-feira.

Ao estudar uma série de indicadores como renda, condições de vida, emprego e mobilidade, os autores apresentam uma seleção de capítulos e temas que documentam a experiência dos migrantes.

Aqui estão alguns dos principais resultados:

- Embora o número de pessoas na Suíça com cidadania estrangeira seja de aproximadamente 2,1 milhões (25% da população), o número de pessoas com 15 anos ou mais com antecedentes migratórios atinge 2,7 milhões, ou 38% do total

- A taxa de emprego dos migrantes durante seu ano de chegada tende a ser muito mais baixa do que a dos cidadãos suíços; esta lacuna depois diminui quanto mais tempo um migrante permanece, embora a diferença nunca desapareça totalmente.

- Um terço dos migrantes parte no primeiro ano, enquanto a metade permanece por mais de três anos.

- As famílias com histórico migratório têm uma renda disponível menor e têm menos probabilidade de possuir sua casa própria; também compartilham sua renda e riqueza com mais pessoas do que as famílias sem histórico migratório.

- Em geral, os migrantes "contribuem mais do que recebem" do sistema de seguridade social suíço, e "os impostos que pagam têm uma influência positiva sobre o produto interno bruto".

- A migração interna na Suíça também é uma tendência significativa: a cada ano, cerca de 9% da população muda de casa, e uma pessoa em média o fará 7,5 vezes em sua vida; no entanto, movimentos de mais de 100 quilômetros representam apenas 2% dessa migração.

O relatório completo, assim como cada capítulo individual que trata dos temas acima, está disponível em inglês aqui.

O relatório é o último de uma série de "Relatórios Sociais Suíços" que foram publicados cinco vezes desde 2000. A próxima está prevista para 2024, diz a FSO.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo