Suíça aplica medidas rigorosas contra Covid-19 em grandes eventos

Os espectadores nos estádios - internos ou externos - devem ficar sentados e os estádios só podem ocupar 2/3 de suas capacidades. Keystone/Peter Schneider

O governo anunciou uma série de condições para o reinício de eventos de massa na Suíça, que foram limitados desde março para conter a propagação de infecções por coronavírus.

Este conteúdo foi publicado em 03. setembro 2020 - 07:00
swissinfo.ch/fh

O Ministro da Saúde, Alain Berset, disse que eventos com mais de 1.000 participantes eram importantes para a sociedade, especialmente esportes e cultura.

"É uma boa notícia para o público, mas é uma enorme responsabilidade para os organizadores", disse Berset em uma coletiva de imprensa na quarta-feira (2).

A partir de outubro, os grandes eventos precisam da permissão das autoridades cantonais que têm que basear suas decisões na situação epidemiológica da região e nas capacidades de rastreamento. Os organizadores também têm que estabelecer medidas de proteção para evitar um novo pico nos casos de Covid-19.

Os campeonatos nacionais de futebol e de hóquei no gelo - os eventos esportivos mais populares na Suíça - também poderão admitir novamente multidões de espectadores.

Multidões

Entretanto, os espectadores devem usar máscaras de higiene facial e permanecer sentados. O número máximo de ingressos vendidos não deve exceder dois terços da capacidade normal. A venda de álcool será permitida.

Berset disse que a Suíça foi um dos primeiros países na Europa a autorizar o retorno de eventos de massa.

"É mais um passo para normalizar a situação sem perder o controle", disse. Em março, o governo introduziu restrições generalizadas à vida pública e começou a aliviá-las gradualmente três meses depois.

Entretanto, Berset advertiu que é crucial para a Suíça que a pandemia permaneça sob controle durante os meses de outono e inverno.

Ele reconheceu que a decisão do governo tornou particularmente difícil para os organizadores de eventos culturais.

Em uma primeira reação, as autoridades cantonais descreveram sua tarefa como "muito desafiadora".

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo