Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíça forma funcionários iugoslavos

Abastecimento de água é uma prioridade

Com a mudança de regime em outubro do ano passado, a Iugoslávia (Sérvia e Montenegro) reforma seu sistema administrativo em plena descentralização. O governo suíço dá uma mão: acaba de receber cerca de 60 funcionários iugoslavos e destinando verbas milionárias à região.

Através da Divisão de Cooperação e Desenvolvimento (DDC), seu organismo de ajuda externa, a Suíça investe na Iugoslávia do pós-Milosevic. De 10 a 16 de setembro, recebe uns 60 funcionários municipais iugoslavos que devem receber uma formação básica de administração moderna e eficiente com destaque para um bom atendimento ao povo.

Os funcionários vão seguir os cursos de uma semana no Schweizeriches Institut für Betriebsëkonomie (instituto suíço de administração de empresas), em Zurique. Terão ocasião depois de visitar 3 cidades para conferir na prática o funcionamento de administrações municipais suíças.

O programa de cooperação oficial com a Iugoslávia deve continuar até 2003. Só neste ano a Suíça destinou verba de 10 milhões de francos à Sérvia e Montenegro.

A Suíça oficial tem aparente interesse em investir na Iugoslávia. Com a democratização, a região pode se abrir mais facilmente ao exterior, criando perspectivas de desenvolvimento. Os laços criados podem sempre servir...

Há também número elevado de iugoslavos na Suíça. Segundo as últimas estatísticas - as de 1999 - eles totalizam 190 mil pessoas, cerca de 6% da população.

E ainda um detalhe. Geralmente os iugoslavos não se integram facilmente na sociedade suíça. Ajudando a Iugoslávia e melhorando a situação nos Bálcãs, a Suíça talvez esteja indiretamente estimulando volta desses cidadãos à pátria.

swissinfo com agências.


Links

×