Navigation

Suíça quer devolver dinheiro de Milosevic

Leuenberger (à esquerda) e Kostunica cumprem protocolo em Belgrado Keystone

As contas bloqueadas do ex-presidente yugolslavo foram o primeiro assunto na visita do presidente suiço Maurice Leuenberger a Belgrado. Uma comissão iugoslava virá à Suíça nas próximas semanas e Berna ainda aguarda o pedido oficial do governo do presidente Vojislav Kostunica.

Este conteúdo foi publicado em 26. abril 2001 - 15:43

O presidente suíço Maurice Leuenberger é o primeiro chefe de Estado ocidental a visitar Belgrado depois da eleição do presidente Vojislav Kostunica. No primeiro encontro entre ambos nesta quinta-feira o principal assunto foram
haveres bloqueados na Suíça e pertencentes ao ex-presidente Slobodan Milosevic.

Segundo a Secretaria de Estado para a Economia (SECO), em Berna, há cerca de 40 contas bancárias no nome de Milosevic, em bancos suíços, num total de aproximadamente 12 milhões de francos suíços.

Todas estariam sendo investigadas. As autoridades suíças procurariam também apurar se foi legal ou ilegal depósito em bancos do país de 300 kg de ouro, efetuado pelo ex-regime iugoslavo.

No entanto, a Suíça ainda não recebeu o pedido oficial de ajuda judiciária. Kostunica, segundo fontes diplomáticas, disse a Leuenberger compreender que a Suíça insista em respeitar o procedimento jurídico.

Outroo asunto na agenda seria eventual transferência de Milosevic ao Tribunal Penal Internacional, TPI, em Haia (Holanda). As autoridades de Berna interessam-se em particular pela questão porque a Procuradora Geral do TPI é a cidadã suíça, Carla Del Ponte, que tem reclamado a extradição do ex-presidente iugoslavo, contando com apoio decisivo dos Estados Unidos.

sexta-feira, Leuenberger deve visitar em Banja Luka (Bósnia-Herzegovina) um programa de apoio a órfãos de guerra, financiado pela Suíça. Deve também participar de vernissagem de uma exposição do fotógrafo suíço, Werner Bischof (1916-1954)

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?