Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíça seria bem-vinda na UE

Se a Suíça quisesse aderir à União Européia (UE), 70 por cento dos cidadãos dos 15 países seriam em favor, 14 por cento contra. É o que revela nova sondagem encomendada pela Comissão Européia. Os verdadeiros candidatos são menos apreciados...

A Suíça, tidando Liechtenstein, está cercada de países da União Européia por todos os lados, fazendo fronteira com a França, Alemanha, Áustria e Itália. Mas a preocupação atual do pais é evitar o isolamento através aprovação de uma série de acordos bilaterais. Resta que seria bem acolhida nesse grupo dos 15, segundo confirma uma nova sondagem do "eurobarômetro:70 por cento dos cidadãos da UE aprovariam seu ingresso. Apenas 14 por cento são contra e 16 por cento estão indecisos.

Resultado melhor só teria a Noruega, com um percentual a mais: 71. O curioso é que nenhum dos 13 países candidatos à adesão consegue chegar nem a 50 por cento de opiniões favoráveis.

O melhor resultado é para a ilha de Malta que recebe 49 por cento de sim à adesão. Nos países do Leste Europeu sai-se melhor a Hungria com 47 por cento, seguida pela Polônia com 44, por Chipre com 43, e pela República Checa com 42 por cento. Mas as opiniões contrárias são de percentagem inferior.

Já não ocorre o mesmo com 8 outros países candidatos. Quanto eles os cidadãos da UE que os rejeitam são maioria. E em pior situação encontra-se a Turquia. As opiniões negativas chegam a 47 por cento, sendo os favoráveis de apenas 30 por cento.

Esse "eurobarômetro" é realizado duas vezes por ano por uma rede de institutos de sondagem a pedido da Comissão Européia. São entrevistadas 16 mil pessoas dos 15 países da União Européia.

Nas últimas três sondagens a atitude em relação à Suíça não tem variado.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.