Suíça tem a maior densidade de casinos

A sorte está lançada swissinfo.ch

Os suíços já não precisam ir a Las Vegas tentar a sorte. O governo acaba de conceder concessão a 22 casinos no país que se torna o mais denso em jogos de azar na Europa.

Este conteúdo foi publicado em 25. outubro 2001 - 16:54

Até agora os casinos existents não permitem lances superiores a 5 francos (3 dólares). Com as novas concessões tipo A, aprovadas pelo governo na quinta-feira, 25 de outubro, os lances serão ilimitados em 5 casas de jogo: Baden (perto de Zurique), Basiléia-aeroporto, Berna, Lugano (sul), Lucerna (centro), Montreux e St.Gallen (nordeste).

Todos os outros são de tipo B, ou seja, com lances limitados.

Montreux tem novo trunfo

A autorização concedida à Montreux constitui mais uma atração para essa cidadezinha, dotada pela natureza - cercada por montanhas e banhada pelo majestoso lago Leman - e famosa pelo seu festival internacional de jazz.

Montreux já tinha um casino para lances limitados. Quem queria jogar para valer preferia atravessar o lago e ir à vizinha Evian.

Concessões tipo B

Entre as localidades que receberam concessões menos importantes - tipo B - figuram os famosos "resorts" de St-Moritz (que entre seus clientes inclui o príncipe Charles da Inglaterra) e Zermatt, centro de turismo muito apreciado pela burguesia.

Os outros contemplados são: Arosa, Bad Ragaz e Davos (no leste); Interlaken (perto de Berna); Mendrisio, Muralto (no sul); Pfäffikon (centro) e Schaffausen (nordeste).

Forte densidade de casinos

Com 22 casas de jogos de azar, a Suíça disporá de 1 casino por 323 mil habitantes. Trata-se da maior densidade em relação a outros países europeus.

Com 1 casino por 367 mil habitantes, a França fica em segundo lugar. Seguem-se, Grã-Bretanha, com 1/509 mil, Áustria 1/667 mil, Dinamarca 1/850 mil.

Em outros países recenseados, o número de habitantes por casino ultrapassa o milhão na Bélgica, Holanda, Alemanha e Espanha.

A Itália tem apenas 4 casinos: uma média de 1 por 14,4 milhões de habitantes.

swissinfo com agências.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo