Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíço é campeão nos 800 m

André Bucher, centro, com Wilfred Bungei e Pawel Szapievski

(Keystone)

No Campeonato do Mundo de atletismo em Edmonton, Canadá, o suíço André Bucher venceu a final dos 800 m com a marca de 1min43seg70. É a primeira medalha de ouro para a Suíça desde 1993, quando Werner Günthor se sagrou tricampeão em arremesso de peso. Em Edmonton o queniano Wilfred Bungei ficou em 2° lugar e o polonês Pawel Szapievski em 3°, resp. 1'44''55 e 1'44''63.

André Bucher era o favorito, tendo conseguido o melhor desempenho da temporada nos 800 m . Levava também uma vantagem que ele mesmo reconhece: " Sei que esperavam muito de mim, principalmente depois da desistência do dinamarquês (de origem africana) Wilson Kipketer, do italiano Andrea Longo (o mesmo que o empurrou nos JO de Sydney, onde ficou em 5° lugar), do argelino Diabir Said Guerni e do (jovem) russo Yuri Borzakovski".

Bucher não mencionou seu principal adversário nas pistas de Edmonton, o alemão Nils Schumann que acabou em quinta posição, com 1min45.

O desempenho de Bucher já foi superior

Mesmo assim, o recorde pessoal de André Bucher é melhor: 1'42''55, conseguido neste ano. Resta que sua vitória se inscreve numa trajetória feita de muita dedicação aos esportes. Inicialmente professor de escola primária, esse suíço de Lucerna (centro do país), abandonou a profissão há dois anos e os estudos de História na Universidade de Berna, para consagrar-se ao atletismo. A medalha de ouro é recompensa de seus esforços, mesmo se ele considera o atletismo mais como um hobby.

Uma paixão que começou aos 10 anos

André Bucher, 25 anos, interessou-se pelo atletismo aos 10 anos de idade, tornando-se com o passar do tempo o maior especialista suíço dos 800 m e 1.500 m em todos os tempos. Em 1994, ganhou medalha de prata nos 1.500 no Campeonato Mundial Júnior, nos 800 m no Campeonato Europeu Júnior em 1995, e no Campeonato Europeu dos sub-23 em 1997.

Hoje o atleta se orgulha de substituir nos corações de seus compatriotas o saudoso Werner Günthor. Em arremesso de peso, Günthor foi tricampeão do mundo (1987, 1991 e 1993)

swissinfo com agências.


Links

×