Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíço é considerado simpático

Matyassy, chefe do Présence Suisse, explica resultados das pesquisas de opinião.

(Keystone)

Pesquisa encomendada por Présence Suisse revela que franceses e espanhóis têm boa imagem dos suíços.

Dentre as qualidades da Suíça destacadas pelos entrevistados estão a "estabilidade" e "preocupação com a natureza". Os defeitos seriam "pouco inovação" e "falta de solidariedade".

Suíços são bem vistos por espanhóis e franceses. Essa é a conclusão trazida por duas pesquisas de opinião encomendadas nesses dois países por Présence Suisse, o órgão estatal suíço encarregado de trabalhar a imagem da Suíça no exterior.

Input, a empresa contratada para descobrir o que pensam os franceses e espanhóis dos suíços, entrevistou estudantes, chefes de empresa, jornalistas e políticos.

Suíça é melhor do que Alemanha

"Na França, descobrimos que os suíços têm uma reputação excelente", afirma Martial Pasquier, pesquisador da Input. Os franceses qualificam positivamente a Suíça e a colocam no mesmo patamar da Itália e Bélgica, e acima da Holanda e Alemanha. Apenas o Canadá foi considerado melhor do que todos os outros.

Um dos motivos destacados para essa boa avaliação por parte dos franceses é, segundo os pesquisadores, tudo o que está relacionado com qualidade de vida. Dentre os argumentos mais citados estão "um país com habitantes simpáticos e hospitaleiros" e "trata-se de um lugar agradável para se visitar". A pesquisa também descobriu que os franceses também vêem pontos críticos na Suíça. Para eles o país é "pouco inovativo" e "um lugar onde quase não existe concorrência de mercado".

Chefes de empresas franceses e estudantes elogiaram a atenção dada na Suíça aos cuidados com a natureza, o alto padrão de vida e o aspecto multicultural e lingüístico do país. Políticos e jornalistas são mais críticos e dão boas notas para a Suíça no quesito "estabilidade política" e notas baixas na questão da "cooperação internacional".

Mulheres gostam mais da Suíça que jovens

Os espanhóis também qualificaram positivamente os suíços. Na pesquisa, eles deram notas onde a Suíça acaba sendo colocada junto à Holanda e bem acima da Áustria. Mulheres e pessoas acima dos 50 anos gostam mais da Suíça do que os homens e jovens. "Quem já esteve aqui não considera que os suíços são muito simpáticos ou hospitaleiros", explica o embaixador Johannes Matyassy, chefe do Présence Suisse.

Para os espanhóis, os trunfos da Suíça são o alto padrão da educação e pesquisa científica e também da consciência ecológica. Por outro lado, eles estão menos convencidos de que os suíços sejam um povo que participe na política nacional e de ações de paz e ajuda internacional.

Pesquisas ajudam a compreender "olhar" estrangeiro

"Juntamente com os estudos já realizados nos Estados Unidos e na Inglaterra, as pesquisas de opinião feitas na França e na Espanha ajudam a formar um quadro geral de como a Suíça é vista pelos estrangeiros", conta Matyassy e completa, "descobrimos assim que nós suíços acreditamos mais na nossa atuação humanitária do que os estrangeiros".

Com os resultados obtidos pelas pesquisas de opinião, Présence Suisse organiza trabalhos direcionados em determinados países, com objetivo de melhorar a imagem da Suíça. Dessa forma, em janeiro de 2003 inicia-se na Espanha o programa "Mira Suiza", que inclue ações educativas, culturais e políticas. A Suíça será também o convidado de honra na Feira de Arte de Madri, que ocorre de 13 a 18 de fevereiro de 2003.

swissinfo/Alexander Thoele


Links

×