Navigation

Suíço exporta música country para EUA

© Rob Lewis Photography | Florian Fox

Muitos anseiam por mudar de ares, especialmente em tempos de pandemia. O músico suíço Florian Fox pegou a guitarra e fez suas malas. Nos Estados Unidos disputa um lugar nas paradas da música country.

Este conteúdo foi publicado em 06. abril 2021 - 17:00

Florian Roth, mais conhecido pelo codinome "Florian Fox", descobriu o "country" aos 15 anos quando passava as férias com a família no sudoeste dos Estados Unidos. Aos 18 anos formou a primeira banda. E sua paixão pela música continua até hoje.

Dez anos depois já pode dizer tem uma carreira bastante diversa: como advogado em Zurique o músico premiado. Então veio a mudança. "Em agosto do ano passado me mudei para Nashville, nos Estados Unidos", conta Florian no podcast da swissinfo.ch, "The Swiss ConnectionLink externo".

Conteúdo externo

O suíço planejava já há algum tempo combinar a profissão com o hobby. Seu plano era fazer uma pós-graduação em direito na Universidade de Vanderbilt, em Nashville, e, ao mesmo tempo, levar seus projetos musicais adiante.

Quando a pandemia atingiu os EUA e a Suíça, no entanto, foi uma correria. "Tive apenas dez dias para arrumar tudo, deixar meu emprego e meu apartamento e me mudar para outro continente. Fiquei surpreso que tivesse dado certo", diz.

"Então, quando cheguei Nashville, estava meio inseguro. Por um lado, fiquei feliz de tudo ter dado certo em meio à pandemia. Por outro tinha medo de ser barrado no aeroporto apesar de ter o visto para entrar no país."

Bons contatos

Para entrar no circuito musical de Nashville, a "Meca" da música country, e gravar suas próprias canções em estúdios profissionais, é preciso ter bons contatos. Florian conhece o diretor do "Festival Internacional de Música Country" realizado anualmente em Zurique. Através dele, o suíço foi colocado em contato com o produtor musical Chuck Mead. Então começou uma colaboração que dura até hoje. Com a mudança para os EUA, o suíço também mudou de nome: de Florian Roth passou a se chamar "Florian Fox".

Em outubro de 2020, apenas dois meses depois de ter chegado, Florian ganhou o prêmio "Texas Sounds International Country Music Award" na categoria de melhor performance em palco. Nesse período ainda era possível se apresentar ao vivo em Jefferson, Texas, pois ainda não havia casos de Covid-19. "O concerto quase parecia normal, exceto pelo fato de que as pessoas estarem usando máscaras", lembra-se.

Conteúdo externo

"Blueberry Mountain Train" é a primeira canção que Florian Fox lançou no seu novo álbum. Ela faz uma conexão entre sua antiga vida na Suíça e sua nova nos Estados Unidos. O país alpino tem muitos fãs da música country.

Mas de onde vem a ligação com a música country? "É uma questão de estilo de vida americano: a vida no campo inspira muita gente devido a sua vastidão. Não temos tanto espaço na Suíça como os americanos. Por isso muita gente sonha em viajar por essas paisagens infindáveis, percorrer uma autoestrada e escutar country no rádio do carro."

O que as pessoas em Nashville acham de um suíço tocando música country? "Elas logo percebem que não sou um caipira", diz, rindo. "Eu aproveito dessa imagem do suíço das montanhas e parece que todos gostam. Muitos ficam interessados em saber a razão de ter saído da Europa e vindo para cá."

E muitos querem também entender como se tornou músico. "Sou autêntico à minha própria maneira de ser. O fato de ser diferente também influencia a minha música. É importante saber como interagir com o público. Então você é levado a sério em Nashville, mesmo como estrangeiro."

Estilo de vida "híbrido"

Voltar à Suíça e dar concertos no seu país natal? "Sim. Afinal, tenho duas profissões. Devo voltar à Suíça no próximo verão, mas continuarei a perseguir este modelo híbrido. Portanto, tentarei passar um tempo em Nashville e outro na Suíça. A longo prazo, sinto-me apegado demais às minhas raízes suíças para emigrar inteiramente aos EUA."

Adaptação: Alexander Thoele

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.