Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíços sairam satisfeitos do Mundial

O campeão mundial, André Bucher, ainda tem anos de competição pela frente

(Keystone)

Os 6 atletas suíços presente em Edmonton foram além das expectativas. Ganharam um título mundial, participaram de uma final e de três semifinais. Só um atleta, machucado, não se classificou para a semifinal.

O diretor-técnico nacional do atletismo suíço, Peter Schläpfer, esperava um título e duas participações na final. O título mundial veio com André Bucher nos 800 ms, como previsto, mas outros 4 atletas tiveram desempenho melhor que o esperado.

Problema é o pouco interesse dos jovens

Christian Belz chegou à final dos 3 mil metros com barreira e terminou em 13° lugar. Foi destaque na disciplina que há anos vem sendo dominada por atletas africanos.

Quatro atletas chegaram às semifinais: Anita Brägger ficou em 7° nos 800 ms; Sabine Fischer ficou em 7° e Peter Philipp em 9° nas respectivas provas de 1.500 ms. O único suíço que não chegou às simifinais foi Alain Rohr, machucado, nos 400 ms com barreira.

A Federação suíça se diz portanto safisfeita com os resultados da pequena equipe de 6 atletas no Mundial e já começa a pensar no campeonato europeu do ano que vem, em Munique.

É que a equipe que foi ao Canadá está com média de idade avançada e, atualmente, o atletismo vem despertando pouco interesse entre os jovens, mais atraídos por esportes coletivos. A exceção é justamente o campeão mundial, André Bucher, com 25 anos.

Para o Europeu, na Alemanha, a Federação pretende levar uma delegação de 20 a 30 atletas. Uma das idéias é fazer a seleção com critérios menos rigorosos para permitir que alguns jovens participem do Europeu para ganhar mais experiência.

swissinfo com agências


Links

×