Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíços voltam a comer carne

Carneiro e vitelo lederam o crescimento na venda de carnes

(swissinfo.ch)

Acabou o medo do mal da vaca louca e da febre aftosa. Parece que a moda da comida vegetariana dos últimos anos também está chegando ao fim. O faturamento da Bell, maior rede de açougues do país, aumentou 138% no primeiro semestre.

A causa principal do aumento do consumo "é o bolso", afirma o jornal "Le Matin", de Lausanne, em reportagem sobre a situação atual desse mercado, na Suíça. Com a redução do consumo dos últimos anos, os preços cairam bastante e essa é a causa principal pelo aumento das vendas registrado no primeiro semestre.

Consumo foi o mais baixo em 2000

A venda de todas as carnes está em alta no primeiro semestre mas o crescimento é liderado pela carne de cordeiro (+17,2%) e de vitelo (+14,7%). Porco e boi também estão vendendo mais (+6,3% e +6,7%, simultaneamente). Com 60 kg por pessoa, 2000 foi o ano em que os suíços comeram menos carne na última década.

Os suíços também estão tendo preferência pela produção nacional e biológica. Com o mal da vaca louca, foram adotadas severas medidas sanitárias na produção nacional e restrições à importação devido a febre aftosa.

Na rede Bell, com faturamento de 16,6 milhões de francos (US 9,8 bilhões) no primeiro semestre, metade das vendas corresponde à produção biológica e apenas 10% em carnes importadas.

Os açougueiros estão otimistas e estimam que o crescimento das vendas vai continuar no segundo semestre.

swissinfo com agências


Links

×