Navigation

Suíços votam contra extinção do Exército

swissinfo.ch

Os pacifistas foram derrotados no final de semana. 80% do eleitorado não quer um país sem Exército. Em 1989, 35,6% dos eleitores haviam votado pela extinção do Exército.

Este conteúdo foi publicado em 02. dezembro 2001 - 17:55

O contexto internacional mudou. Doze anos atrás, havia um certo otimismo na Europa com as reformas que levaram ao fim da União Soviética e da guerra fria.

Depois das guerras da ex-Yugoslávia e dos atentados nos EUA, o sentimento de insegurança voltou e, certamente, a necessidade de se defender foi reforçada.

Serviço civil também perdeu

O Grupo pela Suíça sem Exército (GSsA) apresentou também outra iniciativa, pela expansão do serviço civil, alternativa ao serviço militar obrigatório.

Aí também foi derrotado porque a reforma em curso do Exército também prevê
acesso mais facilitado ao serviço civil.

Swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?