Suiça comemora Dia Nacional à sombra da Covid-19

Os grandes espetáculos públicos de fogos de artifício foram cancelados devido às restrições da Covid-19, mas este vale teve seu próprio show de luzes. Keystone / Valentin Flauraud

Parte dos Alpes se iluminou na sexta-feira à noite antes das celebrações do 1º de agosto, o Dia Nacional da Suíça, à sombra da ameaça de uma segunda onda do coronavírus.

Este conteúdo foi publicado em 01. agosto 2020 - 00:00
swissinfo.ch

As cadeias montanhosas de Veisivi e Dent de Perroc, que se elevam a quase 4.000 metros no cantão do Valais, brilhavam como pó de magnésio no evento.

Milhares de pessoas se reuniram no vale para assistir à exibição de três minutos de duração, a uma distância segura uma da outra.

"Muitas pessoas em toda a Suíça normalmente comemoram nosso dia nacional com fogos de artifício, mas não puderam fazê-lo este ano por causa das regulamentações de distanciamento", disse o organizador Jacques Morard à agência de notícias Reuters.

O Dia Nacional marca a legendária fundação da Suíça em 1291.

Reuniões de mais de 1.000 pessoas continuam proibidas para evitar a propagação do coronavírus. As tradicionais grandes exibições públicas de fogos de artifício para o dia 1º de agosto foram canceladas, mas alguns eventos menores estão planejados e os políticos farão discursos em todo o país.

O Ministério das Relações Exteriores lançou um site especial para ajudar os suíços no exterior a celebrar este "inusitado 1º de agosto".
 

Conteúdo externo



Partilhar este artigo