Navigation

Skiplink navigation

Suspeitos de assalto espetacular de carro-forte são presos na França e na Suíça

Os restos carbonizados de vários veículos após o assalto em junho de 2019 Keystone

Treze suspeitos envolvidos em um assalto a um carro blindado em Mont-sur-Lausanne, no oeste da Suíça, em junho de 2019, foram presos. O roubo foi estimado em CHF 25 milhões (US$ 27,5 milhões).

Este conteúdo foi publicado em 19. novembro 2020 - 14:13
Keystone-SDA/ts

A polícia prendeu cinco pessoas no cantão de Vaud e oito ao redor da cidade francesa de Lyon na terça-feira. Eles são suspeitos de terem estado envolvidos em várias funções no ataque a uma van pertencente a uma empresa privada de veículos blindados, disse a polícia cantonal de Vaud.

Um suspeito já havia sido preso na Espanha no verão de 2019, a pedido do promotor público de Vaud. O francês da região de Lyon foi extraditado para a Suíça e ainda está sob custódia. As investigações continuam para determinar seu papel.

Os atacantes haviam bloqueado o carro blindado na zona industrial de Mont-sur-Lausanne com vários veículos e forçaram os mensageiros a deixar o veículo à mão armada. Eles então atearam fogo em vários veículos e escaparam com parte do dinheiro.

Mesmo Modus Operandi

O ataque não foi o primeiro de seu tipo em Vaud. Um ano antes, um carro blindado foi assaltado em Mont-sur-Lausanne. Há pouco menos de um mês, a polícia prendeu sete pessoas suspeitas de roubar dois carros blindados em La Sarraz, em agosto de 2019.

Entre 2017 e 2019 houve outros ataques seguindo o mesmo padrão em Nyon (maio de 2017), Chavornay (fevereiro de 2018) e Daillens (dezembro de 2019). As ações dos agressores foram sempre as mesmas: os assaltantes ameaçaram os seguranças com armas, explodiram a van para pegar o dinheiro, e atearam fogo aos veículos antes de fugir para a França vizinha.

Após a série de ataques, o cantão Vaud tomou novas medidas de segurança. Por exemplo, o dinheiro agora só pode ser transportado em veículos fortemente blindados e a quantidade de dinheiro foi limitada a 10 milhões de francos suíços.


Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo