Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Swatch quer conquistar o Brasil

Swatch cresce mais no Brasil.

(swatch.com)

As vendas do grupo suíço Swatch aumentaram 30 p/cento no Brasil, no ano passado. Apesar dos efeitos da desvalorização do Real, o faturamento aumentou 18 p/cento em dólar. A tendência continua. Este ano as vendas cresceram 75 p/cento até abril.

O objetivo do grupo Swatch é tornar-se líder no mercado brasileiro dentro de 5 anos. Swatch está presente no mundo todo mas atualmente o mercado que mais cresce para o relojoeiro suíço é o Brasil, declarou à Swissinfo o presidente da Swatch no Brasil, Stephan Aeschbach.

A tendência do ano passado se cofirma e nos primeiros 4 meses deste ano as vendas cresceram 75 p/cento em relação ao mesmo período do ano passado. Para todo o ano 2000, a previsão é crescer 50 p/cento.

As vendas do grupo não decolavam até que Aeschbach chegou ao Brasil, no final de 1998, e renovou 80 p/cento dos funcionários da empresa. No plano comercial, ele reforçou a assistência técnica porque, afirma, "os relógios são fabricados na Suíça e os serviços também precisam ser de alta qualidade". Para isso a Swatch está formando relojoeiros no Brasil.

O maior grupo suíço do setor comercializa atualmente 9 marcas no Brasil, dos mais baratas até as de luxo como Omega e Blancpain. A distribuição também foi adaptada a cada marca e 30 novas lojas serão inauguradas este ano.

Também até o final do ano será lançada uma grande campanha publicitária no Brasil. O objetivo é estar entre os 5 primeiros do mercado em três anos e liderar as vendas em 2005.

swissinfo com agências


Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.