Navigation

Swissair precisa de mais 300 milhões

Sem serviço de terra, aeronaves não podem voar Keystone

Para os aviões de Swissair continuarem a voar seriam necessários, após os bilhões investidos, 300 milhões de francos (US$ quase 200 milhões). Para alimentar serviços de infra-estrutura.

Este conteúdo foi publicado em 30. outubro 2001 - 12:10

Uma célula de crise reuniu-se novamente para saber quem vai pagar cerca de 300 milhões de francos para garantir funcionamento de empresas anexas do SairGroup : SR Technics (manutenção de aviões), Ataxis (informática, p. ex., para reservas) e Swissport (contrôle de bagagens).

Um buraco sem fundo

Dia 22 de outubro a participação prevista do governo para manutenção de vôos intercontinentais de Swissair até fim de março e gastos em reeestruturação chega a 2 bilhões de francos.

O setor privado - bancos e empresas - devem contribuir com o grosso dos investimentos. Especialistas estima em 4.5 bilhões o capital necessário. No total o setor público ficaria com 38% do capital e o privado com 62%.

Infra-estrutura terrestre precisa de capital

Não basta garantir vôos das aeronaves. As empresas terrestres do grupo precisam urgentemente de uma injeção de capital. O governo acha já ter feito a sua parte e não poder investir mais dinheiro do contribuinte. Além disso acordo aéreo com a União Européia, em fase de ratificação, é um obstáculo para nova intervenção estatal.

A bola estaria no campo dos bancos, das empresas e dos Cantões (Estados), em particular Zurique onde funciona o maior dos 3 aeroportos internacionais do país.

Decisão é para breve. Sem dinheiro, os aviões da Swissair ficariam novamente estacionados nos aeroportos, praticamente sem condições de voar. Ou de voar só com muita dificuldade...

swissinfo

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?