Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Swissinfo é confirmada como voz da Suíça no estrangeiro

A missão de swissinfo é produzir e divulgar informação suíça no mundo inteiro com uma visão cultural e lingüística peculiar.

(swissinfo.ch)

O governo suíço concluiu um acordo com a SSR SRG idée Suisse para os serviços jornalísticos ao estrangeiro. Os recursos anuais serão 20,6 milhões de francos suíços destinados a swissinfo, TV5 e 3Sat.

Com essa decisão, o governo federal (Conselho Federal) confirma que a Suíça precisa também de uma voz no plano internacional.

Esse acordo de prestação de serviços jornalísticos, concluído por cinco anos, confirma o desejo do governo federal acerca da Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão (SSR SRG Idée suisse) no plano internacional. Define também os veículos que a Confederação Helvética apoiará financeiramente e o orçamento dedicado a esse setor.

O montante é de 20,6 milhões de francos por ano, incluindo dois canais de televisão (TV5 e 3Sat) permitirá que o portal internet http://www.swissinfo.org, destinado aos suíços do estrangeiro, continue suas atividades.

Convém lembrar que swissinfo sucedeu à Rádio Suíça Internacional (RSI), que cessou de emitir em ondas curtas no final de 2004.

Em 2006, mais de 130 milhões de páginas foram consultas nesse portal, já "bem implantado", comunicou quarta-feira (04/7) o Ministério do Meio Ambiente, Transportes, Energia e Comunicação (DETEC).

Multimídia e interativo

"O governo federal confirma, portanto, oficialmente que a Suíça quer ter uma voz internacional e que estima necessário explicar o país sob todas as suas facetas", reagiu o diretor de swissinfo Beat Witschi.

O mandato de swissinfo foi definido em um novo contrato de prestação de serviços: multimídia e interativo, o portal internet deve apresentar a Suíça a um público internacional e melhorar as condições de compreensão do país, com uma sensibilidade lingüística e cultural peculiar.

swissinfo deve ainda favorecer os laços entre os suíços do estrangeiro e a pátria. Sua prioridade é informar de maneira aprofundada sobre política, economia, sociedade, meio ambiente, cultura, pesquisa e formação.

"Depois de longas discussões no Parlamento sobre a voz internacional da Suíça, esse debate está finalmente encerrado, explica Beat Witschi. O governo federal mostrou que leva esse assunto a sério. Depois dessa decisão, está claro que a Suíça quer esse presença no estrangeiro. Ela é útil para desmentir os clichês e construir uma imagem."

Colaborações em televisão

No setor televisual, o governo apoiará colaborações da SSR SRG idée suisse com a TV5 (em francês) e a 3Sat (em alemão).

A Rádio e Televisão Suíça poderá manter outras colaborações internacionais, como com a Euronews e a Arte.

Essa convenção entre o governo suíço e SSR SRG idée suisse (da qual swissinfo faz parte) corresponde à vontade do Parlamento. Este determinou que o governo federal determine com a SSR SRG idée suisse os serviços jornalísticos destinados ao estrangeiro e que assuma pelo menos metade dos custos.

swissinfo com agências

Uma longa incerteza

O desmantelamento de swissinfo em 2005 suscitou duros protestos de organizações de suíços do estrangeiro. Os planos da SSR também foram contestados no Parlamento.

Em junho de 2005, o Senado (Conselho de Estados) aceitou uma moção do senador Filippo Lombardi. O texto pedia a manutenção da oferta existente de swissinfo, ou seja, em nove línguas. O mesmo texto foi posteriormente votado pela Câmara (Conselho Nacional).

Discutia-se então uma nova lei federal sobre a rádio e televisão e o Parlamento decidiu, na primavera de 2006, que metade do orçamento de swissinfo deveria ser garantido pela Confederação Helvética.

Aqui termina o infobox

swissinfo

swissinfo/Rádio Suíça Internacional foi fundada em 1935 pela SSR SRG idée suisse com o mandato de apresentar a Suíça no estrangeiro e informar os suíços do estrangeiro.

Atualmente, mais 645 mil suíços vivem no estrangeiro. Dois terços deles residem na Europa. 110 mil estão inscritos nos registros eleitorais e podem participar das votações populares (iniciativas referendos) e das eleições.

swissinfo.org informa em alemão, francês, italiano, inglês, espanhol, português, chinês, japonês e árabe e atinge potencialmente 8 em cada 10 internautas no mundo inteiro.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×