Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

swissinfo.ch se reposiciona para o futuro

O Conselho de Administração da SSR, empresa pública à qual pertence swissinfo, adotou em 28 de junho uma nova estratégia para a swissinfo.ch. O portal internet destina-se doravante, prioritariamente, a um público internacional interessado pela Suíça e aos suíços do estrangeiro. swissinfo.ch terá futuramente informações aprofundadas sobre política, economia, cultura e sociedade na Suíça em dez idiomas, incluindo o russo a partir de 2013. Os custos anuais do mandato para o estrangeiro diminuem de nove milhões de francos suíços.

Informações aprofundadas sobre a Suíça em dez línguas

Há dez anos, swissinfo.ch, antiga Rádio Suíça Internacional, cumpre na internet, em nove línguas, o mandato outorgado pela Confederação Helvética, completando assim o conteúdo on line das emissoras de rádio e televisão da SSR. O contexto em está inserida swissinfo.ch foi radicalmente modificado. O volume de informações na internet não cessa de aumentar e os consumidores preferem cada vez mais os aplicativos multimídia. Para assegurar de maneira duradoura o mandato para o estrangeiro da Confederação, o Conselho de Administração da SSR adotou dia 28 de junho de 2011, com proposta do Comitê de Direção, uma nova estratégia conforme à concessão e ao mandato e uma nova organização de swissinfo.ch. Essa nova proposta servirá de base às futuras negociações com a Confederação para definir o mandato de swissinfo.ch para o período 2013-2016.

 

Um mandato a longo prazo para o estrangeiro

A reorientação permite concentrar a oferta. As três redações em alemão, francês e italiano formarão um redação suíça única e menor. Será formada uma redação em russo, que ainda deve ser aprovada pelo governo. swissinfo.ch terá portanto, no futuro, informações em português, inglês, alemão, francês, italiano, árabe, chinês, japonês, espanhol e russo. A atualidade continua o ponto forte como também dossiês em alemão, francês e italiano sobre as eleições e votações. Tudo sempre com textos, áudio eslaide shows, galerias de fotos, vídeos e podcasts.

A supressão de postos será essencialmente através de demissões voluntárias

A reorientação de swissinfo.ch terá uma redução de 40 postos de trabalho em tempo integral. Atualmente são 126. As supressões serão de dois terços em funções de suporte e de um terço nas redações, sobretudo nas línguas nacionais. Os postos de suporte desaparecerão progressivamente até o final de 2012 ou serão atribuídos à direção geral da SSR. Dois terços dos postos serão suprimidos por demissões voluntárias, aposentadorias antecipadas ou transferência para outras unidades do grupo. Nos demais casos, haverá demissões e um plano social será aplicado.

swissinfo.ch permanece em Berna

Como unidade do grupo, swissinfo.ch continua em Berna, capital suíça. O reposicionamento permite reduzir um terço do orçamento, atualmente de 26 milhões de francos. A economia de nove milhões de francos será atribuída metade à Confederação e metade à SSR.

Seus comentários serão bem-vindos

Caros leitores: com o novo formato, nós continuaremos a informar-lhes diariamente dos principais acontecimentos na Suíça e no estrangeiro, com atualidade, análises e reportagens. Gostaríamos de continuar contanto com sua fidelidade e os convidamos a enviar seus comentários e desejos, utilizando a função “comentário” em cada artigo ou escrevendo diretamente a contact@swissinfo.ch

Agradecemos por seu interesse.

Peter Schibli, diretor

Christophe Giovannini, redator-chefe

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.