Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Tatuagens Laser ajuda a apagar lembranças na pele

A remoção de uma tatuagem normalmente requer várias sessões de tratamento a laser.

(AFP)

Fenômeno quase banal, a tatuagem vem acompanhada por outra tendência em alta: a “destatuagem”. Lasers de última geração permitem agora apagar alguns “erros de juventude”. Mas a prática custa caro, dói e leva tempo.

A luz do sol penetra na sala iluminando as paredes amarelas, o chão de pinho azul e as toalhas verde e castanho enroladas em uma forma artística. Pendurado na parede, o Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci parece contemplar os clientes que cruzam em intervalos regulares a porta do estúdio de “destatuagem” em Dietlikon, no subúrbio de Zurique.

Uma mulher de trinta anos vestindo uma jaqueta de couro preta folheta uma revista de moda na sala de espera. Ela veio para uma consulta, na esperança de que o novo laser "QX MAX four-wave" será capaz de remover a tatuagem vermelha e roxa que ela carrega há 12 anos em sua panturrilha.

Patrick Aeberli, um dos funcionários, conta que o salão fez mais de 1000 sessões de remoção de tatuagem em seu primeiro ano de funcionamento, em 2012. Este ano, o número de sessões "aumentou fenomenalmente" para cerca de 350 por mês. O mercado está crescendo e o salão pretende contratar mais um funcionário em janeiro de 2014.

Nos EUA, um em cada cinco adultos é tatuado

Nos Estados Unidos, 21% dos adultos têm pelo menos uma tatuagem, de acordo com um estudo realizado no ano passado pela empresa de pesquisa Harris. Um aumento acentuado, já que eles eram apenas 14% em 2008 e 16% em 2003. O grupo de 30-39 anos de idade (38%) é o mais tatuado. 86% das pessoas com tatuagens dizem que nunca se arrependeram.

Uma pesquisa realizada em 2012 pela revista Bild am Sonntag, constatou que 10% dos alemães são tatuados. Enquanto 23% dos 30-39 anos de idade disseram usar tatuagens, apenas 2% dos mais de 60 anos são tatuados. 16% das pessoas que ganham menos de 1000 euros têm tatuagem, na Alemanha, enquanto que apenas 8% na categoria de renda de mais de 2500 euros.

Aqui termina o infobox

Em seu site, a empresa de Dietlikon aparece como líder da “destatuagem” na Suíça e na Europa. O laser que ela aluga é um dos poucos modelos que podem eliminar toda a paleta de cores. Seu valor é estimado em 150 mil francos. Dietikon é o único lugar na Suíça onde encontramos esse tipo de laser.

Informar o paciente

Bem instalada em uma cadeira de couro em frente à mesa de Patrick Aeberli, a cliente diz que trabalha no departamento de recursos humanos de uma grande empresa multinacional e gostaria de usar saias para trabalhar.

Duas clínicas alemãs de remoção de tatuagem não conseguiram eliminar os pigmentos de sua panturrilha. Elementos brancos de sua tatuagem também viraram cinza após os tratamentos. Patrick Aeberli inspeciona a tatuagem do outro lado da mesa. Seu laser não pode fazer nada contra as manchas cinzentas, mas ele acha que elas podem desaparecer por conta própria. Remover o vermelho, o roxo e o preto, por outro lado, não deve ser problema. "Quando você quer começar?" pergunta à mulher.

A consulta decorreu na velocidade da luz. O consentimento informado do cliente não é necessário antes da remoção da tatuagem. No entanto, uma informação "correta, honesta e completa" para os pacientes é de "grande importância", de acordo com um relatório publicado este ano pela Der Hautarzt, uma revista profissional internacional para dermatologistas.

“Destatuagem” Desfazendo loucuras da juventude

Um olhar mais atento no Hospital Universitário de Zurique e o processo doloroso de usar lasers para remover tatuagens indesejadas. (SRF/swissinfo.ch)

Arriscado e caro

A ansiedade aumenta quando chega a hora da sessão. A cadeira se reclina, a mulher fica deitada de bruços ao lado de uma pequena máquina branca, a perna visível. Patrick Aeberli coloca suas luvas pretas, desinfeta a tatuagem e pega o laser. O trabalho pode começar. Ruídos semelhantes a pequenos estalos acompanham a passagem do laser pela tatuagem. "É mais doloroso do que fazer uma tatuagem", diz a mulher, antes de enterrar a cabeça nos braços.

O tempo necessário para a remoção depende de muitos fatores, incluindo o tamanho da tatuagem, a idade, o tipo de tinta, as cores e o fato da tatuagem ter sido feita por um amador ou um profissional. Doze visitas, às vezes mais, são necessárias, com uma pausa de seis a oito semanas entre os tratamentos para permitir que a pele se regenere. O tratamento custa muito mais caro do que a tatuagem em si e geralmente é preciso pagar milhares de francos para apagar os estigmas de uma besteira da juventude.

A operação também não está isenta de riscos: queimaduras, cicatrizes ou detecção tardia do câncer de pele devido a uma remoção potencial de parte do tumor estão entre as possíveis consequências adversas. O efeito dos pigmentos e corantes sobre o corpo humano também ainda é pouco conhecido, observa a Secretaria Federal de Saúde Pública (OFSP, na sigla em francês).

Moda em campo Os jogadores de futebol e suas tatuagens

No século XVIII, as tatuagens eram coisa de marinheiros, no século XIX, dos membros da alta sociedade de Nova York ou da Europa. Hoje os jogadores ...

Falta de regulamentação

Apesar da Secretaria Federal de Saúde estabelecer normas para os corantes que podem ser utilizados na tinta da tatuagem e para a esterilização dos instrumentos de tatuagem, o uso de lasers por não profissionais para fins cosméticos não é regulamentado, mesmo que seja praticamente os mesmos utilizados pela profissão médica.

"Hoje, qualquer um pode comprar um laser pela internet. Quase todos os salões de beleza e estúdios de tatuagem adquiriram um destes dispositivos", diz Patrik Aeberli. Swissmedic, o organismo responsável pelo controle da qualidade, eficácia e segurança dos métodos terapêuticos utilizados na Suíça, disse que o mercado de beleza e de remoção de tatuagem está crescendo nos últimos anos, mas eles não são regulamentados.

A Secretaria Federal de Saúde procura recuperar o tempo perdido, trabalhando em um projeto de lei para regulamentar o uso de radiação não-ionizante e lasers cosméticos que será apresentado ao Conselho Federal (governo) em 2014.

Enquanto isso, A SFSP publica alguns avisos em seu site. Assim, a secretaria recomenda que os clientes sejam tratados " por um médico ou um especialista com um certificado federal e operando sob supervisão de um médico".

Conhecimento insuficiente

Patrik Aeberli aprendeu a usar o laser em uma instituição privada, a Swiss Laser Academy, que lhe deu um certificado. Os autores da pesquisa publicada no Der Hautarzt - que são afiliados a clínicas universitárias alemãs - criticam estas formações extra curriculares.

"Os ateliês organizados para as empresas e que dão a impressão de que os alunos adquiriram experiência suficiente em um curso de fim de semana também são questionáveis", escrevem os autores. "Os participantes geralmente recebem um certificado impresso, que é feito para fornecer um grau de confiança para os pacientes."

Patrik Aeberli reconhece que um nível mínimo de conhecimento deve ser exigido para a remoção de tatuagem. Ele também acredita que só os lasers médicos que "garantem a qualidade e precisão dos comprimentos de onda" devem ser usados.

O profissional da “destatuagem” diz que é necessário fazer algumas mudanças, "mas a partir de quando os controles são insuficientes ou se tornam demasiado intrusivos? É difícil definir um limite", diz.


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.