Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Terror no 14 de julho Dois suíços entre as vítimas na França



O atentado ocorreu durante as comemorações do 14 de julho, o dia nacional da França

O atentado ocorreu durante as comemorações do 14 de julho, o dia nacional da França

(AFP)

Dois suíços morreram no ataque terrorista de Nice, anunciou a Polícia Federal suíça. Uma mulher de 54 anos do cantão do Ticino e uma criança. Outros esclarecimentos estão em curso, indicou a Chancelaria Federal.

O presidente da Suíça, Johann Schneider-Ammann, condenou fortemente o ataque na França, onde um caminhão atropelou uma multidão que assistia as comemorações do dia nacional francês, matando 84 pessoas, entre elas várias crianças.

Em um tweet, Schneider-Ammann chamou o ataque na cidade do sul da França de "covarde".

"Meu coração está com a França e sua população", escreveu.

jsa tweet

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

"Temos que lutar contra toda forma de terrorismo, mas não há uma resposta clara, senão já teríamos reagido", disse Schneider-Ammann à Agência Suíça de Notícias ATS, do lado de fora da reunião Ásia-Europa em Ulan Bator, na Mongólia, onde participava.

Por volta das 23:00, hora local, um grande caminhão branco acelerou em direção à multidão que estava no passeio marítimo de Nice, a “Promenade des Anglais”. Milhares de pessoas se reuniram no local para assistir os fogos de artifício para o dia nacional da França. Relatos dizem que o motorista teria também disparado tiros.

Pelo menos 84 pessoas morreram, entre elas várias crianças, revelou o Ministério do Interior francês na manhã de sexta-feira. Outras 48 pessoas estão em estado grave no hospital.

O agressor foi morto a tiros pela polícia.

O presidente francês, François Hollande, disse em um discurso na televisão, antes do amanhecer, que o país estava "sob a ameaça do terrorismo islâmico".

O ataque de Nice aconteceu oito meses e um dia após a série de ataques terroristas em Paris, nos quais 130 pessoas morreram.

(swissinfo.ch)


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

swissinfo.ch com agências

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque