Navigation

Autor dos tiros no Centro Islâmico se suicidou

Umas oitenta pessoas estavam no interior da mesquita em Zurique no momento do ataque à mão armada. A polícia descarta toda relação terrorista do autor dos disparos, que se suicidou. Keystone

A polícia de Zurique informou terça-feira que o autor dos disparos contra pessoas que rezavam no Centro Islâmico ontem à tarde é a pessoa encontrada morta a uns 500 metros do local. Trata-se de um suíço de 24 anos.

Este conteúdo foi publicado em 20. dezembro 2016 - 16:00
swissinfo.ch com agências

O incidente ocorreu às 17 e 30 de segunda-feira (19) no interior do centro religioso, quando um desconhecido entrou na mesquita e disparou contra vários presentes.

Três pessoas de 30, 35 e 56 anos foram feridas e hospitalizadas. A relação do autor dos disparos com essas pessoas ainda é desconhecida.

A polícia confirmou nesta terça-feira que o cadáver encontrado ontem a cerca de 500 metros do local é do autor dos disparos. Ele se suicidou pouco depoisde ter atirado na mesquita.

Em coletiva à imprensa esta tarde, as autoridades informaram que os motivos dos disparos ainda é desconhecido. Precisaram que não há indícios de ele tinha algum vínculo com grupos extremistas.

Disseram que ele também havia matado um homem numa área de jogos para crianças domingo passado em Zurique.

Quanto ao estado de saúde das três pessoas baleadas ontem, a polícia e o Ministério Público de Zurique informaram que elas foram operadas e estão fora de perigo.

Sobre o Centro Islâmico de Zurique

O Centro Islâmico de Zurique fica na rua Eisgasse 6, no 4° distrito da cidade, perto da estão ferroviária central.l.

Conteúdo externo

É um local frequentado principalmente por pessoas originárias do Magrebe e da Somália. Na Suíça, existem cerca de 8.000 somalianos que fugiram da guerra civil no país.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.