Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Tradições Os últimos pastores nômades da Suíça

O pastor nômade José Carvalho atravessa a Suíça durante o inverno com seu rebanho, uma tradição cada vez mais rara em um país urbanizado. O fotógrafo Moritz Hager o acompanhou durante um dia de trabalho.

José Carvalho pode ser encontrado no verão com suas 800 ovelhas nas montanhas do cantão dos Grisões, ao sudoeste do país. No inverno, fica estacionado em áreas do município de Winterthur, nas proximidades de Zurique, porém com apenas 460 cabeças, sempre à procura de novas pastagens.

Não é fácil para José encontrar espaços livres entre as estradas, ruas, áreas residenciais e outras áreas ocupadas. Seu rebanho é um espetáculo que merece ser visto. Pedestres param os carros para tirar fotos da inesperada massa de animais ao atravessar as estradas asfaltadas de um vilarejo.

Uma antiga tradição

Nascido em Portugal, José Carvalho vive com sua família em uma fazenda no cantão de Zurique. É um dos poucos pastores nômades ativo no país com seus cães pastores. Não se sabe exatamente quantos ainda existem, mas calcula-se que 40 rebanhosLink externo são conduzidos anualmente através desse método. Porém hoje em dia, com a elevada densidade populacional, a urbanização crescente e a agricultura extensiva, se tornou mais difícil para os pastores suíços de exercerem a profissão.

O pastoreio é uma antiga tradição suíça. Sítios arqueológicos de cinco mil anos antes de Cristo mostra que seus rebanhos já pastavam nos campos verdes do país. Pastagens foram encontradas até em alturas de 2.750 metros acima do nível do mar.

Permitido, mas com restrições

No cantão de Zurique, os pastores nômades necessitam de uma autorização do serviço veterinário para poder circular. O regulamento limita o número de animais permitidos por pastor: 400 ovinos de engorda por pastor, ajudados por dois cães. Não só o cantão, mas também os próprios agricultores devem autorizar um pastor a atravessar a sua terra com os animais.

Com as suas pelagens espessas e lanosas, as ovelhas são muito resistentes às baixas temperaturas. Elas também conseguem encontrar alimentos debaixo de camadas espessas de neve, se alimentando também de erva congelada, ao contrário das vacas. No entanto, de acordo com a Associação de Rebanhos SuíçosLink externo, se as condições climáticas formarem um gelo compacto após a chuva, os animais devem receber alimentos adicionais. Em casos extremos, a migração de inverno através do campo pode ser interrompida.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.