Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Transporte aéreo europeu à beira da crise

Uma greve no setor pode dar nisso.

(Keystone)

Uma simples greve dos controladores aéreos franceses na 2a-feira, 26 de junho, revela a interdependência desse tipo de transporte. Na Europa, o tráfico aéreo tem aumentado de 5,5 a 8 por cento nos últimos anos, mas o controle não evolui há uma década...

O jornal suíço "Le Temps" de Genebra bota o dedo numa chaga ao comentar a greve dos controladores franceses do tráfego aéreo.

Em manchete de primeira página o jornal afirma que "a bagunça do céu europeu assume virada política". O jornal constata que "a tensão crescente entre autoridades políticas, empresas aéreas e e controladores do céu não anuncia nada de bom..."

O principal problema apontado é um controle aéreo inaptado ao aumento do tráfego. Segundo o jornal, o crescimento no setor tem sido em média na Europa de 5,5 a 8 por cento anualmente nos últimos três anos. Mas a capacidade da maioria dos centros europeus de controle não evoluíram no último decênio.

Considera mais grave ainda a falta de uniformização do material eletrônico utilizado. Uns quarenta centros de controle dispõem de "material informático diferente".

"Le Temps" lembra a existência do "Eurocontrol", órgão da União Européia "encarregado da harmonização da vigilência do céu na Europa", mas que não tem nenhum poder de decisão no que diz respeito por ex. a investimentos, pessoal, material eletrônico ou repartição de zonas.

Realça que a UE procura modernizar "esse elemento-chave do transporte". Mas os sindicatos se opõem. Conclusão: a greve na França pode se repetir e criar mais confusão.

No inídio desta semana os ministros dos Transportes do 15 países da União se reuniram em Luxemburgo para ouvir conclusões do Comissário europeu do setor.
Mas por enquanto nada deve mudar.

J.Gabriel Barbosa

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.