Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Treinos da seleção portuguesa podem ser rentáveis

Estádio La Maladière: palco dos treinos da equipe de Portugal

(Keystone)

Como tudo na Euro 2008, os treinos da seleção portuguesa no estádio da Maladière, em Neuchâtel, também exigiram uma estrutura financeira complicada.

Os cálculos foram feitos na ponta do lápis, prevendo inclusive quatro treinos públicos ao invés dos dois já programados.

Se tudo correr como previsto, a operação será rentável. A comuna (prefeitura) de Neuchâtel gastou 750 mil francos suíços para que a seleção portuguesa pudesse treinar no estádio da Maladière, inaugurado em fevereiro de 2007. O estádio fica bem perto do hotel em que está hospedada a delegação portuguesa.

Maior despesa

O principal item das despesas foi o relvado [gramado] natural que cobre o tapete artificial em que joga o Neuchâtel Xamax: 400 mil francos suíços (350 mil pela colocação da grama natural e 50 mil de manutenção).

Soma-se a isso a segurança no estádio durante os treinos (50 mil) e a logística (150 mil). Os custos dos dois treinos públicos previstos até agora são de 160 mil francos (o uso das instalações e taxas diversas).

Depois da estadia da seleção portuguesa, o relvado natural será leiloado e retirado para dar novamente lugar ao gramado sintético.

Do lado das receitas, 250 mil francos vêm da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e outros 50 mil do Comitê de Organização da Euro 2008 .

Mais dois treinos?

Para os dois treinos com ingressos pagos (terça-feira, 03/06 e domingo 08/06), foram vendidos 24 mil ingressos a 16 francos, totalizando 360 mil. Para o treino pago de domingo (08) há ingressos sendo vendidos a 60 francos na internet.

A receita dos bares nesses dois dias é estimada em 50 mil francos. Se forem feitos só os dois treinos pagos, como previsto até agora, haverá um prejuízo de 60 mil francos, a ser dividido entre a comuna e o cantão de Neuchâtel.

Acontece que todos esperam que Portugal passe da primeira fase e que, então, o técnico Luiz Felipe Scolari autorize outros treinos com público. Para isso já foram impressos, de reserva, outros 24 mil ingressos.

swissinfo, Claudinê Gonçalves, Neuchâtel

Fatos

750 mil francos suíços foram investidos pela comuna de Neuchâtel para os treinos da seleção portuguesa.
24 mil ingressos foram vendidos para os dois treinos pagos.
Se Portugal for mais longe na competição, poderá haver mais um ou dois treinos pagos.
Se esse for o caso, a operação será rentável.

Aqui termina o infobox

"Chance do século"

Também outras cidades acreditam que hospedar uma seleção da Euro pode dar lucro. Se der prejuizo, o contribuinte paga a conta.

A prefeitura de Ascona, povoado de 5.400 moradores no sul da Suíça, arca com custos de 185 mil euros para a hospedagem da seleção da Alemanha. Isso inclui, entre outras coisas, uma iluminação pública especial, um encontro de jornalistas, com direito a um passeio e um jantar, e uma noite de gala.

Baden, uma cidade de 25 mil habitantes próximo a Viena, investiu 300 mil euros para receber a seleção da Itália. "É a chance do século para Baden", festeja o secretário municipal de Turismo, Klaus Lozenz.

Aqui termina o infobox

×