Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Turistas japoneses invadem a Suíça

Os japoneses já dispensam o Matterhorn - Cervino

(Keystone)

Segundo previsão do Japan Travel Bureau, 420 mil japoneses visitarão a Europa no atual verão. Pela primeira vez a Suíça é a principal destino dos turistas nipônicos. No país eles gastam em média 3 mil francos, cerca de US$ 1'730 e pedem itinerários diferentes.

Estatísticas do Japan Travel Bureau (JTB) - Burô Japonês de Viagens - registram que a Europa vai receber no atual verão 420.000 japoneses. É cifra superior a viagens que efetuam à Coréia do Sul vizinha (342.000) e aos Estados Unidos, tirando Havaí (338.000).

Nova tendência

Pela primeira vez, a Suíça é o país europeu que mais recebe turistas nipônicos, atraídos pelas belezas naturais, a tranqüilidade e certamente maior sossego em questões de segurança. A constatação em todo o caso é que eles procuram algo diferente dos tradicionais roteiros, como Roma - Paris - Londres.

E mesmo na Suíça estariam cansados de atrações como Zurique, Lucerna ou o conhecido Matterhorn (Cervino), em Zermatt, em plenos Alpes. Segundo o JTB, eles estão dando preferência à bela região de Engadine, oeste, ou aos Prealpes da região de Vaud, sudoeste.

Uma outra tendência é que viajam menos em grupos, preferindo vir com a família ou sós.

Nos 3.000 francos não estao incluídos os souvenirs"

O nível de vida suíço é elevado, mas não assusta os japoneses, acostumados com preços altos. Nos restaurantes, por exemplo, os preços suíços são bem mais em conta.

Em todo o caso, donos de hotéis, restaurantes e os meios turísticos em geral esfregam as mãos: os japoneses têm boa imagem, poder aquisitivo interessante, e tendem a ficar mais que nos anos anteriores: de uma semana a 10 dias.

E nos 3 mil francos que gastam no país estão excluídos as lembranças que levam. E mais: japonês parece adorar relógio suíço...

swissinfo


Links

×