Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

UBS x Credit Suisse Bancos suíços registram contraste bilionário

Os acionistas e o pessoal do Credit Suisse acordaram com uma má notícia nesta quinta-feira: o banco registrou um prejuízo de 2.94 bilhões de francos em 2015 e anunciou seu plano de economia de 3.5 bilhões até o final de 2018, com cortes de 4000 empregos.

O novo CEO do Credit Suisse, Tidjane Thiam, deve implementar a maior reforma do banco em quase uma década.

(Keystone)

Os analistas e a mídia especializada já esperavam o choque, mas o contraste com o concorrente UBS não poderia ter sido mais gritante. Na terça-feira, o UBS registrou um aumento de 79% no lucro líquido anual, com 6.2 bilhões.

CS UBS

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A "deterioração de ágio" de 3.8 bilhões de francos anunciado pelo Credit Suisse na quinta-feira estaria relacionada à malfadada aquisição nos Estados Unidos do banco de investimento Donaldson, Lufkin & Jenrette, em 2000. Em suma, o Credit Suisse foi finalmente obrigado a admitir que pagou em torno de 3.8 bilhões a mais pelo banco norte-americano.

Outras perdas significativas foram os 821 milhões em custos de litígios e 355 milhões em custos de reestruturação relacionados com os cortes de empregos.

swissinfo.ch com agências

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.