Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Um empregador fala

Hansueli Eggimann encontrou bons colaboradores com a ajuda do programa de apoio ao emprego.

(Senevita)

"Nós somos uma instituição social e eu acho que faz parte da nossa missão dar uma chance às pessoas que passaram por um momento não tão fácil na vida."

Hansueli Eggimann é o gerente da Senevita Burdlef, o lar de idosos em Burgdorf, onde Peter trabalha. Segundo ele, o enriquecimento pode ser mútuo.

Sob a direção de Eggimann, a casa contratou várias pessoas com limitações psicológicas ou físicas - pessoas encaminhadas através do JCP, bem como a Swiss Interchurch Aid e GEWA, outras organizações baseadas em Berna especializadas em ajudar as pessoas a encontrar emprego. Ele empregou pessoas em diversas áreas - como cozinha, administração e enfermagem.

Até agora, houve apenas um caso que não deu certo.

"Em geral, tem ido bem - há uma boa colaboração. Há uma certa quantidade de apoio necessário, mas isso é apenas uma parte", disse Eggimann. Por exemplo, quando Peter começou, "ele era um pouco tímido e não conseguia se expressar muito bem. Ele era muito inibido. Mas eu sempre pude ver seu potencial. Depois de um tempo, esse potencial começou a se desenrolar.

Eggimann ofereceu a Peter uma posição permanente no final de 2013. "E hoje ele é indispensável para a equipe. Está indo muito bem", garante.

Ele incentiva a contratação de pessoal através dos programas de apoio.

"Com o JCP você tem um parceiro em segundo plano para ajudar a apoiá-lo. É um bom programa - muito gratificante".


Adaptação: Fernando Hirschy, swissinfo.ch

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×