Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Um prédio aquecido apenas por energia solar

O prédio começa a receber os primeiros moradores no final do ano.

(swissinfo.ch)

Uma empresa helvética acaba de inaugurar o primeiro prédio de locação na Europa, onde o aquecimento ocorre exclusivamente através de energia solar.

Praticamente os oito apartamentos da construção localizada no pequeno vilarejo de Berthoud, nas proximidades de Berna, serão alimentados pela energia gerada por 276 metros quadrados de painéis solares instalados no teto e ligados a um acumulador de água gigante.

?É notório que a energia solar seja capaz de cobrir a maior parte das necessidades energéticas de um imóvel, ou pelo menos suas necessidades em termos de aquecimento, sem que os investimentos de base sejam necessariamente muito mais elevados?, explica Josef Jenni, diretor da empresa familiar Jenni Energy Technology.

Jenni conta que construiu o imóvel com a finalidade de demonstrar a praticabilidade da idéia. Ainda segundo ele, o custo de sistema de aquecimento corresponde a quase 10% do custo total da obra, avaliada em três milhões de francos.

Os futuros locatários dos apartamentos no imóvel nunca precisarão pagar contas de aquecimento.

Um grande reservatório (acumulador de energia) contendo a água está localizado no coração do prédio. Sua capacidade de armazenar 205 mil litros é suficiente para aquecer o imóvel durante todo o ano, mesmo nos períodos pouco ensolarados.

Além disso, o imóvel atende às normas energéticas mais elevadas da Suíça e também recebeu o selo de qualidade ?Minergie-P?. Isso significa que ele possui, dentre outros, um sistema automático de ventilação, que assegura a renovação do ar fresco no interior sem a necessidade de abrir as janelas.

?O prédio foi construído de forma a reduzir o máximo as necessidades em energia?, reconhece Franz Beyeler, diretor da Minergie.

Suíça em atraso



A empresa Jenni é considerada por muitos especialistas como um dos líderes no setor de energia solar na Europa.

A Suíça, por outro lado, está a um passo atrás dos seus vizinhos europeus em matéria de investimentos em energias renováveis. Como prova, a energia solar não fornece mais do que 0,2% das necessidades em termos de aquecimento e apenas 0,05%, em termos de suprimento de energia.

As taxas anuais de crescimento das instalações térmicas solares não chegam a 35%, um número 10% abaixo da média européia.

A conseqüência é que as empresas helvéticas, dentre elas a Jenni, exportam a maior parte dos seus produtos. Segundo a associação Swissolar, 90% dos sistemas fotovoltaicos de fabricação suíça são exportados.

Josef Jenni tem como grande mercado os países da União Européia, cuja demanda não para de crescer. ?Os governos europeus estão mais inclinados à apoiar o desenvolvimento de fontes energéticas renováveis?, estima.

Na Suíça, os defensores da energia solar esperam que as energias renováveis se beneficiem da introdução, em janeiro de 2008, de uma taxa de 12 francos por tonelada de emissão de gás carbônico (CO2), recolhida pelas autoridades alfandegárias sobre os combustíveis fósseis importados.

Isso corresponde a uma taxa de cerca de 3 centavos por litro de óleo de aquecimento e 2,5 centavos por metro cúbico de gás. Porém Swisssolar estima que os preços do óleo de aquecimento e gás continuarão a ser os mais baixos da Europa.

swissinfo, Dale Bechtel

Fatos

O imóvel com apartamentos para alugar está localizado em um bairro de Berthoud, um pequeno vilarejo ao norte de Berna.
O teto do prédio é coberto por 276 metros quadrados de painéis solares.
A energia recolhida pelos painéis solares é empregada para esquentar 205 mil litros de água armazenadas em um reservatório situado no centro da construção.
Devido ao tamanho do reservatório (17 metros de altura), este foi instalado após a base do prédio ter sido construída. O resto do imóvel foi construído ao redor dele.
O preço de locação dos apartamentos do imóvel é considerado mediano para os padrões locais (exemplo: 1.800 francos por um apartamento de 4 peças ½).

Aqui termina o infobox

Experiência no setor

A companhia terminou a construção da sua primeira casa aquecida unicamente através de energia solar em 1989.

Dois anos depois, ela equipou sua fábrica em Berthoud com uma quantidade suficiente de painéis solares para cobrir suas necessidades energéticas.

A empresa já recebeu várias vezes o prêmio solar helvético e, em nível europeu, outro grande prêmio em 1995.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque