Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

União Européia pressiona Suíça a negociar rápido

(Keystone Archive)

A Suíça vai começar a negociar um segundo pacote de acordos bilaterais com a União Européia. Os chamados "bilaterais bis" deverão completar os acordos assinados em 1999 e que ainda não entraram em vigor.

O ponto mais urgente para a UE é negociar o problema dos impostos sobre a poupança, mais altos na UE do que na Suíça. Com isso, os países da UE dizem que são prejudicados porque cidadãos europeus abrem contas na Suíça para pagar menos imposto.

Suíça quer negociar pacote

O comissário europeu Frits Bolkenstein, responsável do dossier fiscal, enviou uma carta ao ministro suíços das Finanças e atual presidente do país, Kaspar Villiger, pedindo a abertura "imediata" de negociações sobre impostos e poupança. A carta chegou a Berna dia 2 de março, por fax.

Ainda não se sabe quando e como Villiger vai responder mas a Suíça pretende negociar de uma só vez os 10 ítens das "bilaterais bis".

Schengen e Dublin

Outro ítem em que a UE tem urgência é o da fraude alfandegária. A União Européia acusa a Suíça de servir de trânsito para o contrabando, provocando perda de receitas fiscais nos países da UE.

Para a Suíça, no entanto, o mais urgente é o acordo de Schengen, vigente na UE, que estabele um controle severo nas fronteiras da UE e posteriormente livre circulação entre os países.

Berna também tem interesse particular no tratado de Dublin em que um dos principais ítens é o combate ao crime organizado, tráfico de drogas, racismo, terrorismo e exploração sexual de menores.

swissinfo

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×