Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Vinho do Porto tem novo cálice

Novo cálice para se beber Vinho do Porto

(swissinfo.ch)

O novo cálice oficial do Vinho do Porto, desenhado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira, foi introduzido no mercado português antes do Natal.

Tratou-se da maior operação internacional do gênero, desde que o Champagne substituiu as tradicionais taças largas pela longilínea «flûte».

O cálice desenhado por Siza Vieira tem 16,8 centímetros de altura (dos quais 6,8 centímetros correspondem à distância entre a base e o início do cálice). Ele tem a vantagem de ter o dobro da capacidade dos velhos cálices de Vinho do Porto e deixa de ser o menor na tradicional disposição de copos na mesa.

O modelo antigo nunca havia sido completamente aceito

Os cálices antigos, que nunca chegaram a ser aceitos completamente pelas empresas produtoras e consumidores do Vinho do Porto, comportavam apenas 5 centilitros do líquido.

Trata-se de uma peça elegante, com design arrojado, porém fiel às tradições gastronômicas. Segundo os enólogos, essa seria a forma mais adequada, possibilitando uma melhor liberação dos aromas e uma visão mais sucinta das cores do Vinho do Porto.

Reformular a imagem do Vinho do Porto

A idéia de criar-se um novo cálice para o Vinho do Porto partiu da Associação das Empresas de Vinho do Porto, com o apoio do Instituto do Vinho do Porto. O objetivo era reformular a imagem do Vinho do Porto através da adoção de um cálice de dimensão mais aproximada ao vinho do que os utilizados nas bebidas licorosas.

Para dar mais notoriedade à peça, foi escolhido o conhecido arquiteto português Siza Vieira para desenhá-la. O arquiteto cedeu os seus direitos e o design do cálice está já registrado em 15 países.
Alexander Thoele/swissinfo

×