Navigation

Volta a cair a exportação de material bélico

A Alemanha é o melhor cliente da Suíça. VBS

Confirmando tendência baixista dos anos 90, no ano passado a venda de material de guerra ao estrangeiro caiu a 213 milhões de francos - cerca de 130 milhões de dólares. Representa atualmente apenas 0,16% na pauta das exportações...

Este conteúdo foi publicado em 06. fevereiro 2001 - 16:12

212 milhões de francos em 1998, 230 milhões em 1999 e 213 em 2000. O desepenho da indústria bélica da Suíça anda longe do recorde de 1987: 578 milhões de francos - 352 milhões de dólares. Desde então vêm caindo as exportações.

O fim da guerra fria explica a tendência. Os países investem cada vez menos em despesas militares diante do esvaziamento da ameaça de conflitos armados.

O mercado principal para exportações do setor é a Europa, que representa 61% do total. Os Estados Unidos figuram em segundo lugar com 25%, a Asia com 13%, e a África com 1%.

Os principais compradores de armas suíças são pela ordem: Alemanha (52 milhões), Estados Unidos (22), Canadá (16) e Romênia (12) e Argentina (12).

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?