Robôs de patinação no gelo mostram inovação suíça

Robôs de patinação no gelo provaram ser os embaixadores ideais da inovação suíça nos bastidores do Fórum Econômico Mundial. Enquanto empresas e inovadores estão empolgados com seu tremendo potencial, o surgimento de robôs é uma fonte de ansiedade para muitos que temem que seus empregos desapareçam.

Dominique Soguel-dit-Picard in Davos, swissinfo.ch

O relatório Future of Jobs Report 2018 do WEF observa que máquinas e algoritmos farão as tarefas do dia-a-dia mais que os humanos até 2025.

O mesmo relatório, que avalia as perspectivas de 20 economias e 12 setores industriais, prevê que a revolução dos robôs ainda criará 58 milhões de novos empregos nos próximos cinco anos.

A swissinfo.ch falou com o professor Stelian Coros, que lidera o laboratório de robótica Computational Robotics Lab no instituto federal de tecnologia ETH Zurich, sobre o potencial da tecnologia que sustenta esses robôs e a inovação.

Os robôs de patinação no gelo, que obtêm as melhores notas por seu fator moderno de ponta, estão abrindo caminho para robôs móveis da próxima geração que podem ser empregados para atendimento, assistência e companhia social.

Eles também fazem parte de um esforço mais amplo para manter a Suíça competitiva. A nação alpina caiu para o quarto lugar no Índice de Competitividade Global WEF 2018 (2018 WEF Global Competitiveness Index), o que mudou sua metodologia.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo