Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Weggis constrói estádio para a seleção brasileira

Fase final da preparação para a Copa será em Weggis.

(Keystone)

O campo de futebol da cidadezinha de Weggis será transformado em estádio para receber a seleção brasileira, antes da Copa na Alemanha.

A reforma será paga pela indústria de máquinas de café Thermoplan - que vai investir quase um milhão de francos suíços para que a seleção possa treinar em boas condições.

A Confederação Brasileira de Futebol tinha muitas outras propostas mas preferiu a pequena comuna de Weggis, no cantão de Lucerna para a última etapa de preparação para a Copa na Alemanha.

De 22 de maio a 4 de junho, a seleção ficará na cidadezinha de 3.953 habitantes, às margens do lado dos Quatro Cantões que, seguramente, viverá seus dias mais agitados desde sua fundação, em 1353.

Uma decisão em cinco minutos

«O fato da seleção Brasil se preparar em Weggis não é um acontecimento somente para a comuna mas para toda a Suíça", afirma Domenic Steiner, questionado por swissinfo.

Para o dono da Thermoplan AG, com sede em Weggis justamente, a CBF escolheu a cidadezinha não somente pela beleza da paisagem. A logística e a segurança também tiveram influência preponderante.

"Mesmo sabendo que minha empresa devia investir mais de um milhão de francos nesse projeto, tomei a decisão em cinco minutos. Alem disso, a rede Starbucks,
para quem produzimos nossas máquinas em exclusividade, vai abrir em junho sua primeira filial em São Paulo e poderemos usar essa imagem".

Um orçamento para a hospedagem

«Para poder acolher a seleção brasileira, era necessário ainda um orçamento para os custos de hospedagem", explica Jürg Günther, presidente da "Weggis Vitznau Rigi Tourismus".

Esse orçamento ultrapassa 400 mil francos suíços e será assumido por quatro centrais de turismo da região e pelo Park Hotel, onde a delegação ficará hospedada.

Dois milhões para a CBF

Segundo a Folha de São Paulo, a Confederação Brasileira de Futebol vai receber pelo menos 2 milhões de dólares em dinheiro para ficar em Weggis.

A CBF teria firmado um acordo com a agência suíça de "marketing" esportivo Kentaro, segundo o qual, em contrapartida dos US 2 milhões, a agência suíça organizaria duas partidas amistosas da seleção durante a estadia em Weggis.

Os direitos de TV, de bilheteria e de publicidade dessas duas partidas ficariam com a empresa suíça. A notícia foi retomada pela imprensa suíça mas não confirmada nem desmentida pela CBF nem pela Kentaro.

swissinfo e agências

Fatos

A seleção brasileira de futebol estará em Weggis de 22 de maio a 4 de junho.
Cerca de 300 jornalistas brasileiros e milhares de torcedores devem acompanhar a seleção nesta pequena na cidadezinha de 3.953 habitantes, no cantão de Lucerna.
Atualmente o campo de Weggis (o time local disputa a quinta divisão amadora) tem 180 lugares. Depois da reforma, terá capacidade para 5 mil pessoas.
Para hospedar a seleção no único hotel 5 estrelas da região, os custos estão orçados em 400 mil francos suíços. Metade fica a cargo do Park Hotel e metade dividida entre quatro escritórios de turismo da região.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque