Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Ballet de Camagüey Ballet de Cuba vem à Europa nas asas de um anjo suíço

Mark Kuster e sua companhia de dança, Camaquito, com o apoio de muitas amigos, traz para a Europa o Ballet de Camagüey, que apresenta a versão coreográfica de 'Carmen' do alemão Peter Breuer, diretor do Ballet de Salzburgo. Um objetivo alcançado após dois anos de preparativos na ilha.

A companhia, sob a direção geral de Regina Balaguer, se apresenta no Teatro de Winterthur, a segunda cidade mais importante do cantão de Zurique e local de nascimento de Mark Kuster (44), fundador de Camaquito, cujo sonho de longa data finalmente se torna realidade: o Ballet de Camagüey está na Europa. Depois de quatro shows neste fim de semana em Winterthur, o grupo agora segue para uma turnê na Espanha.

Em cartaz, a coreografia de Peter Breuer para o balé 'Carmen', baseado no romance de Prosper Mérimée, e embalada por uma trilha que entrelaça  a 'Carmen Suite' de Rodion Schedrin, com composições de Edward William Elgar e Radio Tarifa. Uma versão "moderna" de "Carmen" que dá "um tom mais atual para este trabalho", como indica o próprio Breuer.

A companhia de dança cubana é acompanhada no palco pela Orquestra Musikkollegium Winterthur, uma das instituições musicais mais tradicionais da Europa (fundada em 1629), sob a direção de Mika Eichenholz.

Desde 2001, "Winthertur é a cidade natal de Camaquito", diz Kuster, pois lá são realizadas campanhas por doações para diversos projetos de educação, cultura, esportes, saúde e ecologia na cidade de Camagüey, na região centro-leste da ilha caribenha. O objetivo de seu fundador é claro: apoiar projetos que melhorem as condições materiais das crianças e jovens cubanos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

The citizens' meeting