Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Delicatesse alpina Toda xícara de café contém uma gota de Suíça

O seu cafezinho diário certamente passou em algum momento pela Suíça, afinal o país é o centro mundial de comércio de café. Na verdade, os suíços exportam mais café do que queijo e chocolate.

Funcionários testam a qualidade do café instantâneo Nescafé na fábrica da Nestlé em Orbe, Suíça

Funcionários testam a qualidade do café instantâneo Nescafé na fábrica da Nestlé em Orbe, Suíça

(Keystone)

"A maioria dos comerciantes de café estão presentes na Suíça", disse Cyrille Jannet, vice-presidente da Swiss Coffee Trade Association (Associação Suíça de Comércio de Café), em uma entrevista à rádio pública suíça RTS no ano passado.

"Este é também o caso dos grandes nomes da indústria, como Nestlé ou Nespresso. Também presentes encontram-se os principais elos da cadeia produtiva, em atividades de logística, como o transporte marítimo. Isso fez com que a Suíça se tornasse o principal centro mundial para o café, do comércio à indústria".

A Suíça já é a base de muitas empresas importantes que comercializam matérias-primas (por exemplo: ouro, petróleo), graças à sua situação fiscal favorável e à sua posição central na Europa.

Seis dos principais comerciantes de café do mundo estão baseados nas regiões do Lago de Genebra ou Zurique.

Como é frequente no caso das matérias-primas, estatísticas precisas são difíceis de encontrar. Mas as estimativas mostram que entre 60-70% do comércio global de café ocorre na Suíça, o que representa cerca de 1% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Mais que chocolate

Mas os dados ficam mais precisos e acessíveis quando se trata do volume e valor da importação e exportação de café, pois esses são produtos reais que passam pela fronteira.

No seu penúltimo relatório anual sobre comércio exterior suíço, a Administração Federal Aduaneira concentrou-se no setor "alimentos, bebidas e tabaco", que representa 4% das exportações suíças. Lá afirma-se que o café era "um produto emblemático" com um valor de CHF 2.1 bilhões (US$ 2,2 bilhões) em 2015, ou cerca de um quarto (25,8%) das vendas em todo o setor.

Isto é muito mais do que as exportações de produtos tradicionalmente associados à Suíça, como chocolate e queijo.

coffee graphic 1

Exports for 2015 in the food, beverage and tobacco sector

As estatísticas alfandegárias também mostram que as exportações de café aumentaram acentuadamente na última década. O boom global no consumo de cápsulas de café é parcialmente responsável pelo fenômeno, e o líder do setor Nestlé produz essas cápsulas exclusivamente em três fábricas na Suíça (Avenches, Romont e Orbe).

Em termos de importação, 139.238 toneladas de café chegaram à Suíça no ano passado, com um valor de CHF 379 milhões. Os dois principais fornecedores são o Brasil (29%) e a Colômbia (17%).

Ouro negro

Mas a Suíça não está apenas liderando as estatísticas em termos de comércio e produção. Seus habitantes também estão entre os maiores consumidores de café do mundo, de acordo com a Organização Internacional do Café.

coffee graphic 2

Os dez países que mais consomem café no mundo


Adaptação: Eduardo Simantob

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.