Direto para o contenido
Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Euro 2016


Suíça: 12 nações, um time




O Euro 2016 de futebol está a pleno vapor. A Suíça joga domingo sua terceira partida, contra a França. Entre os 23 jogadores que a Suíça levou para a França, somente nove não são oriundos da imigração.

O técnico da Suíça Vladimir Petkovic (à direita) e vários jogadores cujas famílias são originárias da imigração. (Keystone)

O técnico da Suíça Vladimir Petkovic (à direita) e vários jogadores cujas famílias são originárias da imigração.

(Keystone)

Depois de não ter se classificado em 2012, este ano há jogadores de talento geralmente nascidos na Suíça, mas cujas famílias são originárias de países como Camarões, Costa do Marfim e Kosovo.

Se incluirmos os técnicos, Suíça e França têm 15 membros da delegação oriundos da imigração – embora a Suíça tenha o dobro de jogadores “estrangeiros” do que França, de acordo com o site de apostas “on line” NetBet.

 (swissinfo.ch)
(swissinfo.ch)

Dois irmãos adversários

Enquanto um terço do time suíço não provém da imigração, um outro terço tem origem na antiga Iugoslávia. Quatro jogadores, embora nascidos na Suíça, são originários do Kosovo, que aderiu à União Europeia de Futebol (UEFA) em 4 de maio. O que isso significa para a seleção suíça ainda não se sabe. Porém, uma regra da Fifa determina que se um jogador disputou pelo menos uma partida oficial por uma seleção principal não poderá jogar por outra.

Enquanto isso, no jogo de amanhã entre Albânia e Suíça será muito especial para a família Xhaka: Granit joga para a Suíça e seu irmão Taulant joga pela Albânia.

A imigração contribui para o futebol de um país? Dê a sua opinião.

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.


Adaptação: Claudinê Gonçalves, swissinfo.ch

Direitos Autorais

Todos os direitos reservados. O conteúdo do site da swissinfo.ch é protegido por direitos autorais. Ele é destinado apenas para uso privado. Qualquer outro uso do conteúdo do site além do uso acima estipulado, especialmente no que diz respeito à distribuição, modificação, transmissão, armazenagem e cópia, requer a autorização prévia por escrito da swissinfo.ch. Caso você esteja interessado em algum desses tipos de uso do conteúdo do site, entre em contato conosco através do endereço contact@swissinfo.ch.

No que diz respeito ao uso para fins privados, só é permitido o uso de hyperlink para um conteúdo específico e para colocá-lo no seu próprio site ou em um site de terceiros. O conteúdo do site da swissinfo.ch só poderá ser incorporado em um ambiente livre de publicidade sem quaisquer modificações. Especificamente aplicável a todos os softwares, pastas, dados e seus respectivos conteúdos disponibilizados para download no site da swissinfo.ch, uma licença básica, não exclusiva e não transferível é concedida de forma restrita a um único download e gravação de tais dados em dispositivos privados. Todos os outros direitos permanecem sendo de propriedade da swissinfo.ch. Em especial, proíbe-se qualquer venda ou uso comercial desses dados.

×