Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Fórum Econômico Mundial Quem é quem no WEF 2020 em Davos

Greta e Lagarde

Encontro por acaso: em 2019, a jovem ativista climática Greta Thunberg trombou com Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu, nos corredores do WEF em Davos.

(© Keystone / Gian Ehrenzeller)

Muitos estarão de olho nos grandes nomes como Donald e Greta, mas alguns dos palestrantes mais interessantes da 50ª reunião anual do Fórum Econômico Mundial (WEF) em Davos podem muito bem ser aqueles que você nunca ouviu falar.

Um pesquisador de morcegos, o fundador do movimento artístico Afrobubblegum e um pesquisador de células-tronco ganhador do Prêmio Nobel estão todos na lista do evento fechado para convidados. Cerca de 2.800 participantes de mais de 118 países passaram no crivo do fórum. São 300 pessoas a menos que no ano passado - segundo um porta-voz do WEF, isso se deve ao fato de haver mais encontros do WEF espalhados durante o ano, assim que o foco está em trazer os "líderes mais sêniores" para Davos.

Entre eles, cerca de 50 chefes de estado, incluindo o presidente americano Donald Trump, que foi um acréscimo tardio à lista e que virá com uma comitiva, incluindo sua filha Ivanka e seu marido Jared Kushner (ambos conselheiros presidenciais). O ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, desistiu na semana passada, jogando por terra a esperança que um encontro entre os dois países em território suíço neutro pudesse ajudar a aliviar as tensões.

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro e o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe faltarão ao encontro este ano, mas aguarda-se as presenças do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, o presidente iraquiano Barham Salih, e a chefe do Executivo de Hong Kong Carrie Lam.

Simonetta Sommaruga, que detém a presidência rotativa da Suíça este ano, irá se reunir com Ursula von der Leyen, a nova presidente da Comissão Europeia, para avançar com o acordo-quadro Suíça-UE. Todos os outros membros do Conselho Federal Suíço de sete membros também participarão do WEF, cada um focando em reuniões relacionadas ao ministério que eles dirigem. 

O chanceler austríaco Sebastian Kurz e a primeira-ministra finlandesa Sanna Marin, de 33 e 34 anos, respectivamente, ajudarão a manter a média de idade baixa como os dois chefes de estado mais jovens do mundo.

Cerca de 1.680 líderes empresariais também irão preencher os corredores do Centro de Congressos, incluindo CEOs de empresas que recentemente fizeram manchetes como Novartis, Huawei Technologies, Uber e Credit Suisse.

As vozes dos adolescentes

Depois de sua recente travessia do Atlântico, a adolescente sueca e ativista climática Greta Thunberg fará sua segunda aparição junto com outras nove adolescentes, uma com apenas 13 anos. Nem só de celebridades vive o fórum, há ainda outros convidados mais fáceis de se encontrar na rua do que ombro a ombro com CEOs, como por exemplo Micah White, co-criador do movimento Occupy Wall Street.

O que falta em números à sociedade civil espera-se compensar com fortes mensagens de pessoas como a Secretária Geral da UNI Global Union, Christy Hoffman, o chefe da Human Rights Watch Kenneth Roth e a Presidente da Transparência Internacional, Delia Ferreira Rubio. Notavelmente ausentes da lista estão os chefes da Oxfam e da Anistia Internacional.

Outros convidados especiais incluem os músicos Peter Gabriel, will.i.am, a atriz indiana Deepika Padukone e o cineasta queniano Wanuri Kahiu, co-fundador da Afrobubblegum, um coletivo de mídia dedicado a apoiar um novo gênero de arte africana. Acrescentando algo inesperado ao padrão de todos os anos, a diretora fundadora do Centre for Irish Bat Research (Centro Irlandês de Pesquisa de Morcegos) Emma Teeling explicará como os morcegos guardam o segredo de viver vidas mais longas e saudáveis.

Gráfico sobre perfil dos participantes do WEF
(Kai Reusser / swissinfo.ch)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.