Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

Plebiscitos


Eleitores dizem "não" a novo estádio de futebol em Zurique


Protestos entre torcidas rivais em um jogo no estádio de Letzigrund, em Zurique. (Keystone)

Protestos entre torcidas rivais em um jogo no estádio de Letzigrund, em Zurique.

(Keystone)

As equipes de futebol FC Zurique e Grasshopper não jogarão tão cedo em um novo estádio dedicado inteiramente ao futebol. Os eleitores de Zurique, maior cidade do país, votaram "não" em um plebiscito popular ao crédito de 216 milhões de francos para a construção de um estádio com 19 mil lugares no espaço do antigo estádio de Hardturm, demolido há alguns anos.

O crédito para o estádio foi rejeitado por uma maioria de 50,83% (53.058 votos contra 51.311). A participação no plebiscito chegou a 49,1 %. O crédito compreendia também um orçamento de cinco milhões de francos para a participação na empresa de exploração do estádio e uma garantia de déficit de 8,3 milhões de francos por ano.

Por outro lado, os zuriquenses aceitaram, por 69.361 votos contra 33.602 um crédito de 103 milhões de francos para a construção de imóveis locativos ao lado do estádio. Porém como os eleitores disseram "não" ao estádio, as residências não serão construídas mesmo se o projeto foi aprovado, já que os dois objetos estavam ligados entre si.

Financiamento público contestado

Os oponentes não queriam um estádio de futebol financiado inteiramente pelo dinheiro dos contribuintes. Além disso, as duas equipes zuriquenses de futebol, que jogam na primeira divisão já dispõem de um estádio com uma capacidade superior com o espaço Letzigrund e eles teriam só pago um aluguel no estádio que seria construído.

Segundo as autoridades comunais, o Letzigrund está destinado ao atletismo, ao esporte amador e aos concertos. Ele foi concebido segundo o modelo elaborado na sua reconstrução em 2007. Receber o futebol de elite constituía uma solução provisória que havia permitido a Suíça de receber a Eurocopa de 2008 em Zurique.

Contrato até 2035

Um primeiro projeto semiprivado de estádio de futebol na Hardturm foi aprovado em 2003. Mas ele se atrasou por várias razões: ele foi redimensionado, depois abandonado. O principal investidor, o Credit Suisse, o segundo maior banco do país, abandonou a ideia em 2009.

A cidade de Zurique tem até 2035 para construir um estádio de futebol no espaço do Hardturm segundo um acordo feito com o Credit Suisse, antigo proprietário do terreno. Se este não for concretizado, o terreno volta a ser propriedade do banco.

swissinfo.ch com agências

×