Your browser is out of date. It has known security flaws and may not display all features of this websites. Learn how to update your browser[Fechar]

"Baby boom"


Taxa de natalidade suíça em alta


A Suíça está passando por um novo baby boom, com uma taxa de natalidade maior do que tem sido em mais de duas décadas. O número médio de filhos por mulher também atingiu uma nova alta.

Atualmente, nascem cerca de dez bebês por hora na Suíça (Keystone)

Atualmente, nascem cerca de dez bebês por hora na Suíça

(Keystone)

Em 2015, havia 86.559 bebês nascidos na Suíça - cerca de dez por hora e a maior taxa desde 1993. Em média, cada mulher na Suíça agora tem 1,54 filhos. Isso é comparado com um recorde de baixa de 1,38 filhos por mulher no início dos anos 2000.

Para Francois Höpflinger, sociólogo da Universidade de Zurique, o baby boom suíço pode ser atribuído, pelo menos parcialmente, a um sentimento de querer se concentrar na família em um período de incerteza mundial.

"Em um mundo incerto em movimento rápido, a família torna-se uma espécie de ilha", diz Höpflinger ao jornal Schweiz am Sonntag. "Os valores tradicionais são cada vez mais importantes."

O sociólogo, especializado em família, também apontou que as cidades suíças estão experimentando uma espécie de mini baby boom, com jovens casais - os filhos da geração "baby boomer" do pós-guerra - preferindo permanecer em áreas urbanas, em vez de mover-se para os subúrbios. As mulheres estrangeiras tendem a ter mais filhos do que as mulheres suíças e também tendem a viver em cidades, o que também contribui para o baby boom urbano.

No entanto, em geral, as áreas rurais ainda têm o maior índice de crianças nascidas por mulher, com 1,77 na região de Appenzell em comparação a 1,55 em Zurique ou 1,37 na Basileia.

Com sua taxa de natalidade cada vez maior, a Suíça está se aproximando dos países escandinavos, como Suécia e Noruega, onde as taxas de natalidade são de 1,8 e 1,9 por mulher, respectivamente. No entanto, Höpflinger considera que as políticas familiares da Suíça precisam evoluir na mesma direção para que a taxa de natalidade alcance números semelhantes. O cuidado da criança continua caro na Suíça, e o governo suíço gasta 1,6% do PIB com as famílias em comparação com uma média de 4% nos países escandinavos.


Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

×