Dia Mundial do Ioga O mundo é um lugar melhor quando se está de cabeça para baixo


Por
swissinfo.ch


Antes do Dia Mundial da Ioga no próximo domingo (26), Karin Bittel, entusiasta de caminhadas e ioga, se concentra na geleira de Aletsch, perto de Bettmeralp, no cantão de Valais. A foto foi tirada em agosto do ano passado.
A geleira de Aletsch, hoje com cerca de 23 km de comprimento e até 900 metros de profundidade, é a maior geleira da Suíça e está encolhendo rapidamente. Enquanto as geleiras em toda a Europa têm diminuído desde a década de 1870, o processo se acelerou desde o início dos anos 80, um fenômeno que muitos cientistas atribuem ao aquecimento global.

Antes do Dia Mundial da Ioga no próximo domingo (26), Karin Bittel, entusiasta de caminhadas e ioga, se concentra na geleira de Aletsch, perto de Bettmeralp, no cantão de Valais. A foto foi tirada em agosto do ano passado.
A geleira de Aletsch, hoje com cerca de 23 km de comprimento e até 900 metros de profundidade, é a maior geleira da Suíça e está encolhendo rapidamente. Enquanto as geleiras em toda a Europa têm diminuído desde a década de 1870, o processo se acelerou desde o início dos anos 80, um fenômeno que muitos cientistas atribuem ao aquecimento global.

(Getty Images)

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.



swissinfo.ch/ts

×